Vítimas de queimaduras graves ficam sem resposta à noite na região Centro

por Teresa Mendes | 29.11.2018

CRCOM recomenda «reforço urgente de médicos» na Unidade de Cirurgia Plástica e Queimados 
 O Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos (CRCOM) alerta para a necessidade de «um reforço urgente das equipas médicas e de meios materiais no Serviço de Cirurgia Plástica e Queimados do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra», para conseguir «assegurar a qualidade dos serviços» nesta que é a única unidade existente na região Centro.

«O CHUC não tem atualmente qualquer resposta para estes doentes durante a noite. É grave porque deixa 1,7 milhões de habitantes desprotegidos na região Centro», afirma o presidente da CRCOM, Carlos Cortes, num comunicado.

«Este alerta é necessário para evitar uma calamidade», assume Carlos Cortes

De acordo com o responsável, «há problemas graves e intoleráveis para cumprir a escala médica, a partir das 22h00, uma vez que o único serviço de cirurgia plástica e queimados da região Centro encerra por não existir uma escala noturna autorizada pelo hospital.
Quando surgem situações urgentes durante a noite, como por exemplo, vítimas de queimaduras graves, têm de ser transferidas para outros hospitais do País».

Por outro lado, segundo o dirigente, «é necessária, também, uma unidade de cuidados intermédios que é atualmente inexistente.
São carências muito preocupantes tendo em conta que também acorrem àquele serviço utentes oriundos de vários pontos do país e, muitas vezes, vítimas de catástrofes e acidentes de extrema gravidade».

«Este alerta é necessário para evitar uma calamidade», assume Carlos Cortes, recordando que «face aos grandes incêndios que ocorreram o ano passado na região Centro, os profissionais de saúde do Serviço de Cirurgia Plástica e Queimados do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra foram inexcedíveis».

18tm48P
29 de Novembro de 2018
1848Pub5f18tm48P

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

 SIM acusa Governo de não resolver a «situação crítica» no INML

No dia da abertura do ano judicial o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) deixou um apelou ao Go...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.