Governo promete um milhão de euros para melhorar os sistemas informáticos

por Teresa Mendes | 29.11.2018

Médicos lamentam que medida surja após diagnóstico feito há mais de 10 anos
 A Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) recebeu «com agrado» a notícia de que o Governo vai investir no próximo ano cerca de um milhão de euros para melhorar as redes locais e hardware obsoletos das unidades de saúde dos CSP.
Contudo, mostra-se perplexa pelo facto de só agora ser tomada essa decisão, uma vez que o diagnóstico está feito há mais de 10 anos.

«Só agora foi orçamentado? Será que a equipa da Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) se tem esquecido de programar este financiamento?», perguntam os médicos das USF num comunicado, publicado esta quarta-feira, considerando que «esta não será a única solução para melhorar esta área dos Sistemas de Informação (SI) da saúde».

Na opinião da Associação, existem outras medidas que «devem ser tomadas com urgência», nomeadamente «uma nova arquitetura dos SI dos CSP que garanta segurança real e suporte todo o processo clínico eletrónico totalmente sem papel e um Registo Nacional do Utente amigável e totalmente fiável» e ainda uma «centralidade dos SI no cidadão e não nas aplicações ou nas profissões em saúde», alegando que «continuamos na era das múltiplas aplicações informáticas».

A Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar recebeu «com agrado» a notícia de que o Governo vai investir no próximo ano cerca de um milhão de euros para melhorar as redes locais e hardware obsoletos. Contudo, mostra-se perplexa pelo facto de só agora ser tomada essa decisão, uma vez que o diagnóstico está feito há mais de 10 anos

«Exige-se o desenvolvimento estrutural de um sistema informático com termos de referência validados por todos os intervenientes e devemos apostar num Processo Clínico Eletrónico, único e centrado no cidadão.
Acreditamos que este deve ser o caminho», defende a USF-AN na nota à Imprensa.  

18tm48M
29 de Novembro de 2018
1848Pub4f18tm48M

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.