Falhas informáticas: SIM incentiva médicos a recusar dar consultas

por Teresa Mendes | 03.12.2018

Uma «intolerável intensificação do risco profissional»
Perante falha do sistema informático ou impossibilidade de registo informático, «os médicos não deverão realizar consultas», considera o Secretariado Nacional do Sindicato Independente dos Médicos (SIM).
Em causa está o que diz ser uma «intolerável intensificação do risco profissional».

Esta tomada de posição, publicada hoje no seu site, sustenta que «a falha do sistema informático, impossibilitando nomeadamente a consulta dos registos médicos anteriores, diagnósticos e medicação habitual dos utentes, constitui uma intolerável intensificação do risco profissional, potenciando a ocorrência, por ação ou por omissão, de situações de erro médico. 

Perante falha do sistema informático ou impossibilidade de registo informático, «os médicos não deverão realizar consultas», considera o Sindicato Independente dos Médicos. Em causa está o que diz ser uma «intolerável intensificação do risco profissional»

O Sindicato alega que «perante falha informática que, apesar de permitir a consulta do processo, impossibilite o registo informático, fica colocado em causa o cumprimento do Despacho n.º 2784/2013, que determina que a informação clínica é registada, exclusivamente, em suporte eletrónico».

O SIM acrescenta que «como nunca está previsto no horário de trabalho dos médicos períodos para registos subsequentes a falhas informáticas», também «não deverão os médicos realizar consultas com registo em papel e posterior registo no processo eletrónico».

O comunicado pode ser lido aqui

18tm49b
03 de Dezembro de 2018
1849Pub2f18tm49b

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.12.2018

USF Ilumina dá médico de família a 7200 utentes de S. Domingos de Rana

Foi hoje inaugurada a USF Ilumina, em São Domingos de Rana, numa cerimónia em que participaram o pre...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

 Nova Lei de Bases da Saúde abre a porta à exclusividade no SNS

A proposta da Lei de Bases da Saúde, aprovada esta quinta-feira no Conselho de Ministros, abre a por...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

 Enfermeiros pagos para continuar a fazer greve

O movimento de enfermeiros que recolhe fundos para a greve prolongada em blocos operatórios angariou...

por Teresa Mendes | 14.12.2018

Doenças respiratórias: Madeira tem maior taxa de mortalidade da Europa

O 13.º relatório do Observatório Nacional de Doenças Respiratórias (ONDR) mostra que as doenças resp...

13.12.2018

Marta Temido diz que «não abundam pediatras no país»

 O bastonário da Ordem dos médicos (OM) apelou esta quarta-feira à ministra da Saúde para que resolv...

13.12.2018

 “Grupo dos 44” quer voltar a ser ouvido sobre Lei de Bases da Saúde

Os 44 subscritores dos «Princípios Orientadores da Saúde para uma Lei de Bases da Saúde» querem ser...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.