Ordem dos Enfermeiros abandona Convenção Nacional de Saúde

por Teresa Mendes | 11.12.2018

Comunicado defende que reflexão está feita e que «a hora é de agir»
A Ordem dos Enfermeiros (OE) decidiu abandonar a Convenção Nacional de Saúde (CNS) por considerar que o seu propósito já foi cumprido e que «a hora é de agir», uma vez que a reflexão sobre o sector «está feita». 

«Neste momento, consideramos a situação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) demasiado grave, nomeadamente a greve cirúrgica dos enfermeiros, para continuarmos em iniciativas que denominamos de “Portugal sentado”», lê-se num comunicado divulgado esta segunda-feira pela OE.

Recorde-se que a CNS, constituída por dezenas de entidades, foi criada este ano e promoveu em junho uma conferência que pretendeu estabelecer uma agenda para o sector da saúde na próxima década.
As conclusões da Convenção vão ser entregues esta semana ao Presidente da República.

«Neste momento, consideramos a situação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) demasiado grave, nomeadamente a greve cirúrgica dos enfermeiros, para continuarmos em iniciativas que denominamos de “Portugal sentado”», argumenta a OE 

Na nota à Imprensa, a OE defende que «não é altura de continuarmos preocupados em encontrar altos comissários que digam junto do senhor Presidente da República o que estamos todos fartos de repetir» e que «a iniciativa de indicar um alto comissário para a Convenção, quando já existe um chairman e um porta-voz, é continuar a partidarizar uma discussão que tem de ser livre e fora da caixa».

18tm50E
11 de Dezembro de 2018
1850Pub3f18tm50E

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.