Hospitais penalizados se doentes permanecerem mais de 6 horas nas Urgências

por Teresa Mendes | 13.12.2018

Unidades vão ter novos indicadores de acesso e desempenho assistencial
A taxa de doentes que permanecem no Serviço de Urgência (SU) por um período superior a 6 horas vai passar a contar como indicador de acesso e desempenho assistencial nas Urgências hospitalares.
Este é uma das novidades que constam do modelo de contratualização dos hospitais em 2019, revelado esta semana pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

A taxa de doentes que permanecem no Serviço de Urgência (SU) por um período superior a 6 horas vai passar a contar como indicador de acesso e desempenho assistencial nas Urgências hospitalares. Este é uma das novidades que constam do modelo de contratualização dos hospitais em 2019

Segundo os «Termos de Referência para a Contratualização de cuidados de saúde no SNS» para 2019, o documento base que estabelece o conjunto de orientações destinadas à contratualização nos cuidados de saúde primários, hospitalares e integrados, são também novos indicadores de acesso o tempo de permanência após a primeira observação médica até à alta para o ambulatório, o tempo de permanência após a primeira observação médica até à alta para o internamento e ainda a taxa de abandono do Serviço de Urgência por prioridade de cor de triagem.

O documento pode ser consultado na íntegra aqui  

18tm50P
13 de Dezembro de 2018
1850Pub5f18tm50P

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

19.03.2019

 Consultar o doente pelo telemóvel vai ser uma realidade

Até ao final de junho a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) vai começar a testar uma...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.