«A cardiologia de intervenção ficou mais pobre»

por Teresa Mendes | 25.12.2018

Morreu o Cardiologista Ricardo Seabra Gomes 
O cardiologista Ricardo Seabra Gomes, responsável pela primeira angioplastia coronária em Portugal, morreu esta segunda-feira, anunciou a Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC).

«A cardiologia de intervenção ficou mais pobre, mas todos mais ricos por termos tido o privilégio de herdar o saber e a experiência do Prof. Seabra Gomes», diz a SPA num comunicado.

«Realizada em 1977 pelo médico Andreas Gruentzig, em Zurique, em Portugal o médico pioneiro foi Ricardo Seabra Gomes, que, em 1984, fez a primeira angioplastia, o que foi considerado uma verdadeira revolução na medicina», lê-se na nota de pesar emitida pela Sociedade

À TSF, o Presidente da SPC, João Morais disse que a morte de Ricardo Seabra Gomes, representa o desaparecimento de um nome ímpar na Cardiologia em Portugal.

«A cardiologia de intervenção ficou mais pobre, mas todos mais ricos por termos tido o privilégio de herdar o saber e a experiência do Prof. Seabra Gomes», diz a SPC num comunicado

«É uma referência na Cardiologia portuguesa e é-o, fundamentalmente, por um motivo: é talvez o pai da Cardiologia moderna. Tudo o que foi modernidade nos últimos 30 anos na Cardiologia portuguesa passou por Ricardo Seabra Gomes.

Era um visionário e tinha uma perspetiva muito ampla da Medicina», recordou João Morais.

Recorde-se que Ricardo Seabra Gomes foi coordenador nacional para as Doenças Cardiovasculares (2005-2008) e diretor do Departamento de Cardiologia do Hospital Santa Cruz (1984-2005).

Entre 1973 e 1978, foi investigador no National Heart Hospital e Cardiothoracic Institute, em Londres, e presidiu à Sociedade Portuguesa de Cardiologia entre 2001 e 2003.

O cardiologista foi também presidente da SPC, autor ou coautor de mais de 500 artigos científicos e teve quase 1200 resumos publicados.

18tm52e
26 de Dezembro de 2018
1852Pub4f18tm52e

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Economista Márcia Roque é a nova presidente da ACSS

O Conselho de Ministros (CM) desta quinta-feira nomeou a economista Márcia Roque para presidente do...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

 Portugal tem o maior rácio de médicos de MGF por habitante da UE

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior taxa de especialistas de Medicina Geral e Famil...

18.01.2019

CHUC lança projeto «H2 – Humanizar o Hospital»

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) lança, no próximo dia 24, o projeto «H2 - Huma...

por Teresa Mendes | 18.01.2019

Daniel Ferro substitui Carlos Martins à frente do CHULN

Daniel Ferro, atual presidente do conselho de administração do Hospital Garcia de Orta, vai substitu...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Centro Hospitalar do Oeste está «refém de prestadores de serviço»

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) é a terceira unidade de saúde do país com maior volume de horas c...

por Teresa Mendes | 17.01.2019

Cancro digestivo mata uma pessoa a cada hora em Portugal

O cancro digestivo mata uma pessoa por hora em Portugal, uma doença que tem vindo a aumentar nos últ...

por Teresa Mendes | 16.01.2019

Governo quer melhorar os Serviços de Urgência

O Governo criou um grupo de trabalho para estudar os diferentes modelos organizativos no funcionamen...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.