Tratamentos termais voltam a ser comparticipados em 2019

por Teresa Mendes | 02.01.2019

Associação das Termas de Portugal e APMGF aplaudem medida
 Tratamentos termais voltam a ser comparticipados em 2019 Os tratamentos termais voltam a ser comparticipados pelo Estado em 2019, tendo como limite máximo 95 euros por utente, segundo uma Portaria publicada esta segunda-feira.

O valor da comparticipação foi estabelecido em 35%, com o limite de 95 euros por conjunto de tratamentos. A Associação das Termas de Portugal e a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) já aplaudiram a medida.

A prescrição terá de ser feita pelo médico de família e abrange várias doenças, entre as quais artrite reumatoide, rinite, asma, diabetes, anemia ou insuficiência venosa.

Este regime de comparticipação, que assume a forma de projeto-piloto, será avaliado ao fim de um ano, de forma a medir os benefícios alcançados por estes tratamentos.

Os tratamentos termais voltam a ser comparticipados pelo Estado em 2019, tendo como limite máximo 95 euros por utente, segundo uma portaria publicada esta segunda-feira. O valor da comparticipação foi estabelecido em 35%, com o limite de 95 euros por conjunto de tratamentos

Com esta medida é retomado o financiamento dos tratamentos realizados nas termas, que tinha sido suspenso em 2011, altura de austeridade em Portugal.

«O termalismo encontra-se alinhado com o Plano Nacional de Saúde Revisão Extensão a 2020 e pode contribuir para o tratamento e prevenção de patologias crónicas, bem como para uma eventual redução da despesa em meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT) e em medicamentos, para além da diminuição do absentismo laboral, aumento da produtividade e melhoria da qualidade de vida», justifica o Governo no preâmbulo do diploma publicado no Diário da República.

19tm01c
02 de Janeiro de 2019
1901Pub4f18tm01c

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

19.06.2019

Texto da nova Lei de Bases da Saúde fica sem referências às PPP

O grupo de trabalho que discute a nova Lei de Bases da Saúde no Parlamento chumbou esta terça-feira...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 «Na saúde não chega fazer muito... tem que se fazer bem»

«O sistema de saúde é complexo e não pode ser objeto de intervenções pouco pensadas, sujeitas a imed...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto conta com mais de 100 candi...

São mais de 100 as candidaturas recebidas pelo comité da 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pi...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 «Beyond Cervical Cancer» é o mote do «HPV Clinical Cases»

A MSD Portugal está a promover o «HPV Clinical Cases», uma iniciativa que tem como objetivo «reunir,...

por Teresa Mendes | 18.06.2019

Aumento da mortalidade materna e infantil são reflexo da falta de especiali...

A Ordem dos Médicos (OM) defende a necessidade de alterar urgentemente a forma e os prazos dos concu...

por Teresa Mendes | 18.06.2019

 Candidaturas ao Prémio Nacional de Saúde 2019 abertas até 30 de junho

Decorrem, até 30 de junho, as candidaturas Prémio Nacional de Saúde 2019.<br /> Este galardão atrib...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.