Tratamentos termais voltam a ser comparticipados em 2019

por Teresa Mendes | 02.01.2019

Associação das Termas de Portugal e APMGF aplaudem medida
 Tratamentos termais voltam a ser comparticipados em 2019 Os tratamentos termais voltam a ser comparticipados pelo Estado em 2019, tendo como limite máximo 95 euros por utente, segundo uma Portaria publicada esta segunda-feira.

O valor da comparticipação foi estabelecido em 35%, com o limite de 95 euros por conjunto de tratamentos. A Associação das Termas de Portugal e a Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) já aplaudiram a medida.

A prescrição terá de ser feita pelo médico de família e abrange várias doenças, entre as quais artrite reumatoide, rinite, asma, diabetes, anemia ou insuficiência venosa.

Este regime de comparticipação, que assume a forma de projeto-piloto, será avaliado ao fim de um ano, de forma a medir os benefícios alcançados por estes tratamentos.

Os tratamentos termais voltam a ser comparticipados pelo Estado em 2019, tendo como limite máximo 95 euros por utente, segundo uma portaria publicada esta segunda-feira. O valor da comparticipação foi estabelecido em 35%, com o limite de 95 euros por conjunto de tratamentos

Com esta medida é retomado o financiamento dos tratamentos realizados nas termas, que tinha sido suspenso em 2011, altura de austeridade em Portugal.

«O termalismo encontra-se alinhado com o Plano Nacional de Saúde Revisão Extensão a 2020 e pode contribuir para o tratamento e prevenção de patologias crónicas, bem como para uma eventual redução da despesa em meios complementares de diagnóstico e terapêutica (MCDT) e em medicamentos, para além da diminuição do absentismo laboral, aumento da produtividade e melhoria da qualidade de vida», justifica o Governo no preâmbulo do diploma publicado no Diário da República.

19tm01c
02 de Janeiro de 2019
1901Pub4f18tm01c

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Infarmed aprova utilização de canábis para sete indicações terapêuticas

São sete as indicações terapêuticas para a utilização de medicamentos à base de canábis medicinal au...

por Teresa Mendes | 21.03.2019

Contratação simplificada: Técnicos de diagnóstico e terapêutica também fica...

Não são só os médicos que se sentem discriminados por não serem contemplados no processo de contrata...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

20.03.2019

OM quer reunião urgente com ministra após «nível de desprezo» inédito

A Ordem dos Médicos (OM) pediu esta terça-feira uma reunião com caráter de urgência à ministra da Sa...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.