Governo cria Comissão Nacional para coordenar a RNCCI

por Teresa Mendes | 04.01.2019

Coordenação conjunta dos MTSSS e MS
O Governo criou a Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que terá uma coordenação conjunta dos ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Saúde.
A decisão foi publicada hoje no Diário da República.

De acordo com o Despacho, o objetivo é «o reforço da coordenação conjunta dos Ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Saúde no âmbito da RNCCI», reconhecendo ainda o Executivo que a decisão vem também na sequência da necessidade de dar uma melhor resposta aos Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental e Cuidados Continuados Integrados Pediátricos, «os quais carecem de ser desenvolvidos e dinamizados de forma adequada e conjunta».

A Comissão Nacional será constituída por dois coordenadores, indicados por cada um dos ministérios, bem como por três representantes da Administração Central do Sistema de Saúde, um representante da Direção-Geral da Saúde, nomeadamente do Programa Nacional de Saúde Mental, dois representantes do Instituto da Segurança Social, um representante da Direção-Geral da Segurança Social e um representante do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

O Governo criou a Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que terá uma coordenação conjunta dos ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Saúde

Assegurar «uma efetiva articulação e complementaridade das áreas da saúde e da segurança social no desenvolvimento e implementação do modelo», elaborar, em articulação com as equipas coordenadoras regionais os planos estratégicos anuais e plurianuais» ou ainda «planear o alargamento e desenvolvimento da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, considerando rácios de cobertura e necessidades avaliadas», são algumas das funções desta nova Comissão Nacional.

O despacho pode ser acedido aqui

19tm01j
04 de Janeiro de 2019
1901Pub6f18tm01j

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.05.2019

Semana Europeia do Teste da Primavera decorre até 24 de maio

Começa hoje e decorre até 24 de maio, a Semana Europeia do Teste Primavera 2019, organizada pela HIV...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

Acordo entre FMUL e Fundação Champalimaud reforça laços existentes

O diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Fausto Pinto, e a presidente da Fundaç...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

 Daniel Ferro nomeado presidente do CHULN

O ex-presidente da administração do Hospital Garcia de Orta, Daniel Ferro, vai liderar o conselho de...

por Teresa Mendes | 16.05.2019

 É ilegal recusar tratar doentes que não autorizam o tratamento de dados pe...

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) considerou ilegal a recusa de prestação de cuidados...

16.05.2019

Dados de listas de espera envergonham o país, diz Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos (OM) classificou esta quarta-feira como «desastrosos» os dados revelados pela En...

por Teresa Mendes | 16.05.2019

 Convenção Nacional da Saúde 2019 decorre a 18 de junho

 A edição de 2019 da Convenção Nacional de Saúde (CNS) vai ter lugar no próximo dia 18 de junho, no...

15.05.2019

Tempos de espera para cirurgias mais do que duplicaram

Quase 40% das consultas hospitalares a pedido dos cuidados de saúde primários (CSP) não foram realiz...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.