Governo cria Comissão Nacional para coordenar a RNCCI

por Teresa Mendes | 04.01.2019

Coordenação conjunta dos MTSSS e MS
O Governo criou a Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que terá uma coordenação conjunta dos ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Saúde.
A decisão foi publicada hoje no Diário da República.

De acordo com o Despacho, o objetivo é «o reforço da coordenação conjunta dos Ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Saúde no âmbito da RNCCI», reconhecendo ainda o Executivo que a decisão vem também na sequência da necessidade de dar uma melhor resposta aos Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental e Cuidados Continuados Integrados Pediátricos, «os quais carecem de ser desenvolvidos e dinamizados de forma adequada e conjunta».

A Comissão Nacional será constituída por dois coordenadores, indicados por cada um dos ministérios, bem como por três representantes da Administração Central do Sistema de Saúde, um representante da Direção-Geral da Saúde, nomeadamente do Programa Nacional de Saúde Mental, dois representantes do Instituto da Segurança Social, um representante da Direção-Geral da Segurança Social e um representante do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

O Governo criou a Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que terá uma coordenação conjunta dos ministérios do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e da Saúde

Assegurar «uma efetiva articulação e complementaridade das áreas da saúde e da segurança social no desenvolvimento e implementação do modelo», elaborar, em articulação com as equipas coordenadoras regionais os planos estratégicos anuais e plurianuais» ou ainda «planear o alargamento e desenvolvimento da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, considerando rácios de cobertura e necessidades avaliadas», são algumas das funções desta nova Comissão Nacional.

O despacho pode ser acedido aqui

19tm01j
04 de Janeiro de 2019
1901Pub6f18tm01j

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Transplante de órgãos aumentou 2% no primeiro semestre de 2019

A transplantação de órgãos em Portugal aumentou no primeiro semestre do ano em cerca de 2% - o equiv...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

Aprovada a nova Lei de Bases da Saúde

Após vários avanços e recuos, o Parlamento aprovou sexta-feira o diploma da Lei de Bases da Saúde, q...

22.07.2019

Seguro público na Saúde é «aumento encapotado de impostos»

Em resposta à ideia de Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde, de criar um «um seguro comple...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Nove em cada 10 idosos seguidos CSP sentem-se sozinhos

Nove em cada 10 idosos seguidos nos cuidados de saúde primários (CSP) sentem algum grau de solidão,...

por Teresa Mendes | 19.07.2019

 18.º ENIJMF vai apostar em sessões out-of-the-box!

Este ano, em Évora, o 18.º Encontro de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) «fará uma grand...

por Teresa Mendes | 18.07.2019

«A situação na saúde no Algarve é muito grave»

Faltam meios humanos, técnicos e infraestruturais no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHU...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.