Fernando Falcão Reis é o novo presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 10.01.2019

Nova direção apostada em manter dinamismo e eficiência 
 Fernando Falcão Reis, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e diretor do Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar São João, foi eleito presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) para o biénio 2019-2020.
A tomada de posse da nova direção decorreu este domingo, 7 de janeiro, nas instalações da SPO.

Além do presidente, a direção é composta, na comissão central, por Rufino Martins Silva, Nuno Miguel Patrício Campos, Sandra Maria Soares Barrão Pinto, Maria Angelina Costa Meireles Silva e João Paulo Castro e Sousa.

O novo presidente é doutorado em Medicina, com agregação em Oftalmologia, pela FMUP. Ao longo da sua atividade profissional tem desempenhado diversos cargos, para além dos atuais acima enumerados, realçando-se os de consultor de Oftalmologia da carreira médica hospitalar, regente da disciplina de Oftalmologia do mestrado integrado de Medicina e diretor do Serviço de Oftalmologia da FMUP.

«Os objetivos a curto prazo da nova direção passam por manter a SPO a funcionar com o mesmo dinamismo e eficiência que caraterizaram a atuação da direção anterior, liderada pelo Prof. Doutor Manuel Monteiro-Grillo, mas tudo isto com uma equipa nova e, por consequência, com novas ideias», afirma Fernando Falcão Reis, citado num comunicado à Imprensa.

«Neste momento já estamos a organizar as próximas reuniões científicas promovidas pela SPO. Podemos já anunciar a reunião do Grupo Português de Glaucoma, que vai ter lugar em Braga, nos próximos dias 15 e 16 de março.

A longo prazo, a direção tem vários objetivos, entre eles a atualização dos estatutos da sociedade que datam de 1939, objetivo que assume primordial importância», acrescenta o responsável.

Fernando Falcão Reis, professor catedrático da FMUP e diretor do Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar São João, foi eleito presidente da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia para o biénio 2019-2020 

O especialista conclui afirmando que «a SPO é uma sociedade madura, com crédito científico firmado, aceite e respeitada nos organismos internacionais» e que «tem sido governada por comissões de colegas de grande prestígio entre os pares e, ao longo das últimas décadas, é de inteira justiça considerar que foi bem governada».

«Pretendemos continuar a procurar ser agentes catalisadores das mudanças que os sócios sentem ser necessárias, principalmente dar resposta aos anseios dos mais novos e às preocupações dos mais velhos, de forma a defender e a valorizar a SPO e a profissão», reforça o novo presidente.

19tm02p
10 de Janeiro de 2019
1902Pub5f18tm02p

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.03.2019

 O polémico uso de exames com radiação nas doenças coronárias 

Numa altura em que a prevenção e tratamento das doenças cardiovasculares se reveste de maior importâ...

por Teresa Mendes | 22.03.2019

 Trofa Saúde Hospital abre dia 8 de abril em Loures

A primeira unidade no Sul do país do Grupo Trofa Saúde Hospital vai situar-se no LoureShopping, com...

por Teresa Mendes | 22.03.2019

 Após descida histórica, dívida dos hospitais volta a crescer

 Após uma descida histórica de quase 30% em dezembro passado, a dívida dos hospitais à indústria far...

21.03.2019

 Médicos alertam para rutura na Neonatologia da Maternidade Bissaya Barreto

O Sindicato dos Médicos da Zona Centro (SMZC) alertou esta quarta-feira para a rutura iminente no se...

21.03.2019

 Tutela estuda alargamento do cheque dentista a crianças menores de seis an...

O Ministério da Saúde está a estudar o alargamento dos cheques dentista a crianças menores de seis a...

20.03.2019

 APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.