Ordem denuncia «cenário caótico» no SU do Hospital de Leiria

por Teresa Mendes | 08.02.2019

Serviço «está abaixo dos mínimos», diz Carlos Cortes 
«A carência de recursos humanos no Serviço de Urgência (SU) do Centro Hospital de Leiria, não constituindo assunto novo, tem, infelizmente, evoluído para uma situação gravíssima que impede uma prestação de cuidados adequados e situações de alto risco para os doentes», salienta o presidente do CRCOM, Carlos Cortes, num ofício enviado à ministra da Saúde.

Na missiva enviada no início de fevereiro, o responsável revela que o serviço está «abaixo dos mínimos e ninguém pode garantir atualmente um ambiente de segurança para todos os doentes».

Segundo Carlos Cortes, os profissionais de saúde daquela unidade hospitalar «descrevem um cenário caótico, com uma degradação inexorável que se traduz na insuficiente qualidade das condições do SU, ainda funcionais porquanto assentes no esforço hercúleo de quem diariamente os assegura, pese embora a falta de apoio a diversos níveis».

«O espaço físico e o número de profissionais são absolutamente insuficientes para assegurar o correto tratamento dos doentes e a saúde física e mental dos profissionais», lê-se no ofício enviado a Marta Temido

«O espaço físico e o número de profissionais são absolutamente insuficientes para assegurar o correto tratamento dos doentes e a saúde física e mental dos profissionais», lê-se no ofício enviado a Marta Temido.

O dirigente considera que «é desumano e irresponsável manter este nível de pressão sobre os profissionais de saúde», pelo que alerta a ministra da Saúde para a «insustentabilidade da situação e para a necessidade de dar uma resposta urgente, eficaz e definitiva».

19tm06s
08 de Fevereiro de 2019
1906Pub6f19tm06s

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.06.2019

ANEM acusa Marta Temido de «enorme distanciamento da realidade»

A Associação Nacional dos Estudantes de Medicina (ANEM) «condena veementemente», numa carta aberta,...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

Apifarma contra novas orientações para estudos de avaliação económica

A Apifarma está «veementemente» contra a proposta do Infarmed para alteração das Orientações Metodol...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

 Taxas moderadoras nos centros de saúde vão acabar, mas de forma faseada

O fim das taxas moderadoras nos centros de saúde vai ser realizado de uma forma faseada, não entrand...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

 «OSTEOGLUTIS» vence 3.ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltipl...

  «Tackling multiple myeloma by osteoblast cross regulation – OSTEOGLUTIS» é o nome do projeto vence...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

14 recomendações dos doentes para o SNS

A Convenção Nacional da Saúde (CNS), que juntou mais de 160 instituições do setor, nesta terça-feira...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

Campanha da DGS e IPDJ quer inspirar portugueses a praticar exercício físic...

 A Direção-Geral da Saúde (DGS) e o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), com o apoio...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

USF modelo B passam a ter de fundamentar a aprovação da carga horária

O Ministério da Saúde quer combater as diferentes práticas e interpretações, em termos de horários d...

19.06.2019

Texto da nova Lei de Bases da Saúde fica sem referências às PPP

O grupo de trabalho que discute a nova Lei de Bases da Saúde no Parlamento chumbou esta terça-feira...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto conta com mais de 100 candi...

São mais de 100 as candidaturas recebidas pelo comité da 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pi...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.