Ana Paula Martins reeleita bastonária da Ordem dos Farmacêuticos

por Teresa Mendes | 11.02.2019

Dirigente vai cumprir segundo mandato 
A atual bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), Ana Paula Martins, foi este sábado, dia 9 de fevereiro, reeleita para o triénio 2019/2021 com 91,28% dos votos, naquele que é o seu segundo mandato como representante daquela classe profissional.

Ana Paula Martins apresentou-se a sufrágio liderando a única lista candidata aos órgãos nacionais, que contabilizou 3526 votos, quase o dobro da votação registada há três anos. A votação destinou-se a eleger os órgãos nacionais, regionais e os colégios de especialidade.

De acordo com uma nota da OF, as eleições para a escolha dos novos órgãos sociais ficaram concluídas no sábado à noite com a votação presencial e a contagem dos votos por correspondência e por via eletrónica, procedimento introduzido pela primeira vez este ano. Ainda segundo o comunicado à Imprensa, «o voto eletrónico mereceu a preferência de 80% dos farmacêuticos que participaram no ato eleitoral».

A atual bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), Ana Paula Martins, foi este sábado, dia 9 de fevereiro, reeleita para o triénio 2019/2021 com 91,28% dos votos, naquele que é o seu segundo mandato como representante daquela classe profissional 

Os resultados finais do escrutínio determinaram também a eleição dos representantes dos farmacêuticos a nível regional.

Entre as duas listas candidatas à Secção Regional do Norte, a liderada pelo atual presidente, Franklim Marques, foi a mais votada, com 998 votos (67,4%), contra 417 (28,2%) da lista encabeçada por José Luís Nicolau.

Na Secção Regional do Centro, a lista única liderada por Anabela Mascarenhas registou 611 votos, enquanto na Secção Regional do Sul e Regiões Autónomas a lista única encabeçada por Luís Lourenço, obteve com 1.471 votos.

As presidências das Delegações Regionais da Madeira e dos Açores ficam respetivamente a cargo de Tiago Magro e Ana Margarida Martins, que é reeleita.
O ato eleitoral determinou ainda a eleição dos cinco Conselhos dos Colégios de Especialidade da OF.
O Conselho do Colégio de Especialidade de Farmácia Hospitalar foi o único que registou duas listas candidatas, tendo sido eleita a lista I, liderada por Paula Campos.

Segundo a nota da OF, nos restantes Colégios de Especialidade foram eleitas as listas únicas que se apresentaram a sufrágio, lideradas por Rui Pinto, no caso das Análises Clínicas e Genética Humana, por Pedro Freitas, nos Assuntos Regulamentares, Carolina Mosca, na Farmácia Comunitária, e Nuno Moreira, no Colégio de Indústria Farmacêutica. 

O documento com todos os resultados oficiais pode ser consultado aqui 

19tm07b
11 de Fevereiro de 2019
1907Pub2f19tm07b

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 15.02.2019

Fnam pede intervenção do CNS para reformular organização dos hospitais 

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) apela ao presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS) para...

15.02.2019

 Ministério da Saúde vai abrir novas convenções na área da hemodiálise

O Ministério da Saúde vai abrir novas convenções com prestadores para a área da hemodiálise, esperan...

por Teresa Mendes | 15.02.2019

 Ciência Viva abre candidaturas ao concurso «Comunicar Saúde»

Estão abertas as candidaturas ao concurso «Comunicar Saúde», uma iniciativa da Ciência Viva - Agênci...

por Teresa Mendes | 15.02.2019

Publicado o primeiro manual de apoio à pessoa com doença rara

As pessoas com doença rara têm, pela primeira vez, acesso a um manual de apoio, que compila informaç...

por Teresa Mendes | 14.02.2019

Desde 2013 que o SNS não fazia tão poucas cirurgias

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) registou um aumento da atividade assistencial em 2018, quer no núm...

por Teresa Mendes | 14.02.2019

O BREXIT explicado às empresas do setor da Saúde

Para esclarecer a questão do BREXIT às empresas portuguesas do setor da Saúde, a AICEP organiza, em...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.