APMGF teme que consultas por telemóvel aumentem as desigualdades

20.03.2019

Rui Nogueira defende, em alternativa, criação de equipas domiciliárias 
O presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF) critica a nova ferramenta que vai permitir aos utentes serem consultados através de uma videochamada no telemóvel, anunciada ontem pela Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.

Rui Nogueira teme que aumentem as desigualdades.

«Será que a tecnologia serve para todos os doentes?» é a pergunta que o responsável deixa a propósito desta nova opção.

«Nós não podemos aprofundar as iniquidades que já temos no sistema. Já há pessoas que têm dificuldade de acesso. Se ainda vamos criar mais desigualdades neste acesso, nós estamos a ir pelo caminho errado», disse esta terça-feira o dirigente à TSF.

Rui Nogueira sublinhou que «a consulta exige que a pessoa esteja em contacto com o médico» e que a nova ferramenta deve ser o último recurso e que não pode «substituir o contacto direto» 

Rui Nogueira sublinhou ainda que «a consulta exige que a pessoa esteja em contacto com o médico» e que a nova ferramenta deve ser o último recurso e que não pode «substituir o contacto direto».

O presidente da APMGF defende que, em alternativa, devem ser criadas equipas domiciliárias e medidas que facilitem o acesso aos cuidados de saúde: «Há doentes que pela sua condição económica, pelo seu isolamento, pela sua condição de instrução, de não poder utilizar algumas tecnologias, têm ainda que ter mais apoio e haver mais possibilidades de visita no domicílio, mais possibilidade de tratamentos no domicílio, de haver transportes que facilitem o acesso das pessoas aos cuidados de saúde.»

19tm12k
20 de Março de 2019
1912Pub4f19tm12k

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

19.06.2019

Texto da nova Lei de Bases da Saúde fica sem referências às PPP

O grupo de trabalho que discute a nova Lei de Bases da Saúde no Parlamento chumbou esta terça-feira...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 «Na saúde não chega fazer muito... tem que se fazer bem»

«O sistema de saúde é complexo e não pode ser objeto de intervenções pouco pensadas, sujeitas a imed...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto conta com mais de 100 candi...

São mais de 100 as candidaturas recebidas pelo comité da 7.ª Edição do Prémio Maria José Nogueira Pi...

por Teresa Mendes | 19.06.2019

 «Beyond Cervical Cancer» é o mote do «HPV Clinical Cases»

A MSD Portugal está a promover o «HPV Clinical Cases», uma iniciativa que tem como objetivo «reunir,...

por Teresa Mendes | 18.06.2019

Aumento da mortalidade materna e infantil são reflexo da falta de especiali...

A Ordem dos Médicos (OM) defende a necessidade de alterar urgentemente a forma e os prazos dos concu...

por Teresa Mendes | 18.06.2019

 Candidaturas ao Prémio Nacional de Saúde 2019 abertas até 30 de junho

Decorrem, até 30 de junho, as candidaturas Prémio Nacional de Saúde 2019.<br /> Este galardão atrib...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.