DGS apresenta Plano de Ação para a Literacia em Saúde

por Teresa Mendes | 27.03.2019

«Ferramenta importante para a sustentabilidade do SNS», diz Graça Freitas
 
A diretora-geral da Saúde defendeu esta terça-feira, em Sintra, que «a literacia em saúde é fundamental para a promoção da saúde, para a prevenção da doença e para a utilização eficaz e eficiente dos serviços, sendo importante também para a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS)».

Na apresentação do Plano de Ação para a Literacia em Saúde, Graça Freitas defendeu que a «saúde não se faz sem parcerias» e que o plano se insere numa «estratégia interministerial para a literacia em saúde».

«É importante, neste processo da literacia, que as pessoas percebam como é que podem navegar no sistema de saúde e nos sistemas que dão apoio à saúde», salientou a responsável, nomeando as parcerias necessárias com os setores social e autárquico.

Recorde-se que este Plano de Ação para a Literacia em Saúde – 2019-2021 está aprovado pela tutela, contudo, a diretora-geral disse à agência Lusa que se trata de «um guião» que está a ser aplicado, embora sempre em construção e sem que se considere fechado.

A diretora-geral da Saúde defendeu esta terça-feira, em Sintra, que «a literacia em saúde é fundamental para a promoção da saúde, para a prevenção da doença e para a utilização eficaz e eficiente dos serviços, sendo importante também para a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS)»

O chefe de Divisão de Literacia, Saúde e Bem-Estar, da Direção-Geral de Saúde (DGS), Miguel Telo de Arriaga, sublinhou, na apresentação do documento, que a mortalidade prematura deve-se em grande parte às doenças crónicas não transmissíveis.

O técnico enumerou os desafios que se colocam de «forma acrescida» e continuada quando «mais de um milhão de pessoas, em Portugal, tem 65 ou mais anos» e a «esperança de vida à nascença é agora de 81.3 anos».

«Vivemos mais anos, mas com menos qualidade de vida associada, portanto, este é um desafio extraordinariamente importante», defendeu Miguel Telo de Arriaga. 

19tm13k
27 de Março de 2019
1913Pub4f19tm13k

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Transplante de órgãos aumentou 2% no primeiro semestre de 2019

A transplantação de órgãos em Portugal aumentou no primeiro semestre do ano em cerca de 2% - o equiv...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

Aprovada a nova Lei de Bases da Saúde

Após vários avanços e recuos, o Parlamento aprovou sexta-feira o diploma da Lei de Bases da Saúde, q...

22.07.2019

Seguro público na Saúde é «aumento encapotado de impostos»

Em resposta à ideia de Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde, de criar um «um seguro comple...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Nove em cada 10 idosos seguidos CSP sentem-se sozinhos

Nove em cada 10 idosos seguidos nos cuidados de saúde primários (CSP) sentem algum grau de solidão,...

por Teresa Mendes | 19.07.2019

 18.º ENIJMF vai apostar em sessões out-of-the-box!

Este ano, em Évora, o 18.º Encontro de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) «fará uma grand...

por Teresa Mendes | 18.07.2019

«A situação na saúde no Algarve é muito grave»

Faltam meios humanos, técnicos e infraestruturais no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHU...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.