Avaliação do risco nutricional nos hospitais do SNS arranca em abril

por Teresa Mendes | 01.04.2019

20 a 50% dos doentes internados estão desnutridos 
Os hospitais vão iniciar, neste mês de abril, a avaliação do risco nutricional dos doentes. Esta identificação vai avançar com dois projetos piloto - na Unidade Local de Saúde do Alto Minho e no Centro Hospitalar de Lisboa Central -, sendo expectável o alargamento a todos os hospitais a partir do segundo semestre de 2019.

Esta medida, que visa a identificação precoce e o acompanhamento do estado nutricional durante o período de internamento, «tem potencial para envolver cerca de 800 mil doentes por ano» e «será certamente um passo essencial na implementação de uma estratégia de combate à desnutrição hospitalar, contribuindo para uma melhor recuperação dos doentes e para o aumento da qualidade de vida, tal como o Despacho n.º 6634/2018 determina», salienta um comunicado do Ministério da Saúde publicado no Portal do SNS na passada sexta-feira.

De acordo com a Tutela, «a prevalência da desnutrição em doentes internados estima-se ser entre 20% e 50%», motivo pelo qual, «a implementação de uma identificação precoce do risco nutricional irá trazer ganhos em termos de qualidade de vida e na recuperação do estado de saúde, podendo ainda contribuir para reduzir úlceras de pressão e reduzir custos, uma vez que a desnutrição está associada a internamentos mais longos, afetando sobretudo cidadãos mais idosos».

Os hospitais vão iniciar, neste mês de abril, a avaliação do risco nutricional dos doentes com dois projetos piloto - na Unidade Local de Saúde do Alto Minho e no Centro Hospitalar de Lisboa Central -, sendo expectável o alargamento a todos os hospitais a partir do segundo semestre de 2019 

Estando em curso a fase de conclusão da adaptação da plataforma informática do Sistema Clínico hospitalar, com vista à integração da ferramenta de avaliação do risco nutricional, os próximos passos serão implementar faseadamente a ferramenta de avaliação de risco nutricional nos hospitais do SNS; começar a integração através de dois projetos-piloto a iniciar até final de abril; avaliar esta integração, acautelando as necessidades técnicas e funcionais de cada instituição incluindo as diferentes realidades dos sistemas de informação; criar uma comissão de acompanhamento que avaliará esta implementação; e apresentar até ao final de julho as conclusões emanadas por esta comissão, tendo em vista o alargamento aos restantes hospitais do SNS.

Estas decisões resultaram de uma reunião que decorreu no passado dia 28 de março, no Ministério da Saúde, liderada pela secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte, e em que estiveram presentes representantes da Ordem dos Nutricionistas (entre eles a bastonária Alexandra Bento), da Direção-Geral da Saúde (através da diretora do Programa Nacional para Alimentação Saudável, Maria João Gregório) e da Serviços Partilhados do Ministério da Saúde.
 
19tm14a
01 de Abril de 2019
1914Pub2f19tm14a

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Apifarma celebra 80 anos com a presença da ministra da Saúde

As associações Alzheimer Portugal, de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e Suas Famílias, de...

15.11.2019

Existem enormes disparidades na disponibilização dos fármacos inovadores

Há hospitais portugueses que chegam a demorar até quatro meses a disponibilizar medicamentos inovado...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Lítio pode reverter os danos da radiação após o tratamento de tumores cere...

É sabido que as crianças que receberam radioterapia para um tumor cerebral podem vir a desenvolver p...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

«Esperança» é a protagonista da nova campanha da Pulmonale

O cancro do pulmão é um dos tumores malignos que mais mata. Contudo, é também um dos que mais tem be...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

«A maior urgência do país não pode fechar», diz bastonário

Após uma visita esta quarta-feira ao hospital de Santa Maria, o bastonário da Ordem dos Médicos (OM)...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

Infarmed alarga leque de fármacos com limitações à exportação

O Infarmed atualizou esta quarta-feira a lista de medicamentos abrangidos pela notificação prévia de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 Portugal tem mais de 600 novos casos de diabetes por cada 100 mil habitant...

 Nos últimos três anos (2016 a 2018) continuou a verificar-se «um número muito elevado de novos caso...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 DGS cria Task-Force para as Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST)

A Direção-Geral da Saúde (DGS) constituiu uma Task-Force para as Infeções Sexualmente Transmissíveis...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

Centro Hospitalar de Leiria dispõe de um novo Serviço de Reumatologia

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) dispõe de um novo Serviço de Reumatologia, que visa a prestação...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.