Anemia é «um problema de saúde pública», alerta o Anemia Working Group

por Teresa Mendes | 03.04.2019

Um em cada cinco portugueses adultos tem anemia 
No Dia Mundial da Saúde, que se assinala a dia 7 de abril, o Anemia Working Group Portugal alerta para a anemia como um problema de saúde pública. Segundo o estudo EMPIRE (realizado em 2015), um em cada cinco portugueses adultos tem anemia e a maioria não está diagnosticada. 

Num comunicado divulgado esta terça-feira, aquele grupo de estudos informa que «a prevalência desta doença é elevada, atingindo os 20%», uma situação que se agrava se tivermos em conta que «84% dos afetados não sabe que tem anemia».

Para António Robalo Nunes, presidente do Anemia Working Group Portugal, «estamos perante um problema de saúde pública». 

O grupo refere ainda que mais de 50% de todos os casos de anemia são causados por défice de ferro, um nutriente, como se sabe, essencial para o organismo, para a saúde física e mental e para manter os níveis de energia adequados à atividade. 

De acordo com o responsável, a anemia causada por deficiência de ferro «tem um impacto significativo na saúde, aumentando o risco de morbilidade e mortalidade por agravamento de outras doenças subjacentes», além de ter um impacto negativo na produtividade.

No Dia Mundial da Saúde, que se assinala a dia 7 de abril, o Anemia Working Group Portugal alerta para a anemia como um problema de saúde pública. Segundo o estudo EMPIRE, um em cada cinco portuguese adultos tem anemia e a maioria não está diagnosticada 

Na opinião do dirigente, «é essencial sensibilizar a população para este tema, pois normalmente subvalorizam um dos sintomas mais comuns - a fadiga - associando-o a outras situações», avisando António Robalo Nunes, que «a deficiência de ferro ou a anemia, quando não tratadas, poderão ter implicações sérias na qualidade de vida do doente».
 
19tm14L
03 de Abril de 2019
1914Pub4f19tm14L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Transplante de órgãos aumentou 2% no primeiro semestre de 2019

A transplantação de órgãos em Portugal aumentou no primeiro semestre do ano em cerca de 2% - o equiv...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

Aprovada a nova Lei de Bases da Saúde

Após vários avanços e recuos, o Parlamento aprovou sexta-feira o diploma da Lei de Bases da Saúde, q...

22.07.2019

Seguro público na Saúde é «aumento encapotado de impostos»

Em resposta à ideia de Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde, de criar um «um seguro comple...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Nove em cada 10 idosos seguidos CSP sentem-se sozinhos

Nove em cada 10 idosos seguidos nos cuidados de saúde primários (CSP) sentem algum grau de solidão,...

por Teresa Mendes | 19.07.2019

 18.º ENIJMF vai apostar em sessões out-of-the-box!

Este ano, em Évora, o 18.º Encontro de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) «fará uma grand...

por Teresa Mendes | 18.07.2019

«A situação na saúde no Algarve é muito grave»

Faltam meios humanos, técnicos e infraestruturais no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHU...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.