Dívida à indústria farmacêutica volta a crescer quase 10% em fevereiro

por Teresa Mendes | 05.04.2019

Relatório revela também subida de mais de 12% na dívida vencida
O efeito da descida histórica de quase 30% em dezembro passado da dívida dos hospitais à indústria farmacêutica está a desvanecer-se.

Depois de ter crescido em janeiro, este valor voltou a aumentar em fevereiro. De acordo com o mais recente relatório da Apifarma, em fevereiro a dívida total foi de 712,3 milhões de euros, mais 59 milhões de euros do que em janeiro (+9,0%).

De qualquer forma, quando comparado com o período homólogo de 2018, regista-se ainda um efeito positivo da redução da dívida, que em fevereiro de 2018 se situava nos 951,8 milhões de euros, ou seja, um valor superior em 239,5 milhões de euros.

O relatório revela igualmente uma subida na dívida vencida (de 12,3%), tendo a mesma atingido os 435,9 milhões de euros, mais 47,7 milhões de euros do que no mês anterior.

O prazo médio de recebimento também aumentou 18 dias, situando-se agora nos 256 dias.

O relatório está disponível aqui.
 
19tm14s
05 de Abril de 2019
1914Pub6f19tm14s

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Transplante de órgãos aumentou 2% no primeiro semestre de 2019

A transplantação de órgãos em Portugal aumentou no primeiro semestre do ano em cerca de 2% - o equiv...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

Aprovada a nova Lei de Bases da Saúde

Após vários avanços e recuos, o Parlamento aprovou sexta-feira o diploma da Lei de Bases da Saúde, q...

22.07.2019

Seguro público na Saúde é «aumento encapotado de impostos»

Em resposta à ideia de Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde, de criar um «um seguro comple...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Nove em cada 10 idosos seguidos CSP sentem-se sozinhos

Nove em cada 10 idosos seguidos nos cuidados de saúde primários (CSP) sentem algum grau de solidão,...

por Teresa Mendes | 19.07.2019

 18.º ENIJMF vai apostar em sessões out-of-the-box!

Este ano, em Évora, o 18.º Encontro de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) «fará uma grand...

por Teresa Mendes | 18.07.2019

«A situação na saúde no Algarve é muito grave»

Faltam meios humanos, técnicos e infraestruturais no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHU...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.