Rui Nunes integra equipa de conselheiros do Papa Francisco

por Teresa Mendes | 15.04.2019

O presidente e fundador da Associação Portuguesa de Bioética (APB), Rui Nunes, foi nomeado membro da Academia Pontifícia para a Vida, um órgão que aconselha o Papa Francisco sobre os valores da vida e do respeito pela dignidade humana face aos desafios da Ciência e da Tecnologia.

Esta é uma nomeação assumida pelo médico, e primeiro doutorado em todo o espaço lusófono na área da bioética, como uma «enorme honra», acrescentando que aceita esta tarefa com «espírito de missão e com um profundo sentido de responsabilidade», pode ler-se num comunicado publicado esta sexta-feira no site do
Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos.

Rui Nunes, de 58 anos, é professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e lidera o grupo de investigação ManEthics do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde. 

Integra o Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde da FMUP (MEDCIDS) e é atual presidente do Departamento de Investigação da Cátedra de Bioética da Organização das Nações Unidades para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O presidente e fundador da Associação Portuguesa de Bioética (APB), Rui Nunes, foi nomeado membro da Academia Pontifícia para a Vida, um órgão que aconselha o Papa Francisco sobre os valores da vida e do respeito pela dignidade humana face aos desafios da Ciência e da Tecnologia 

Publicou 20 livros sobre temas relacionados com a saúde, a bioética, a cultura e a sociedade em geral. De salientar a publicação das obras Prioridades na Saúde, Testamento Vital e GeneÉtica e Ensaios de Bioética. 

O médico é o segundo português a integrar esta missão junto do Vaticano. O primeiro foi Daniel Serrão, integrando este organismo no Pontificado de João Paulo II, à data da sua fundação, e foi membro honorário até ao final da sua vida. 

A Academia Pontifícia para a Vida - atualmente presidida por monsenhor Vincenzo Paglia - foi criada em 1994 e tem como missão o estudo, informação e formação sobre os principais problemas das ciências biomédicas e do direito relativos à promoção e defesa da vida, sobretudo na sua relação direta com a moral cristã e as diretrizes da Igreja. O mandato é de cinco anos.

O presidente do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, já felicitou o professor Rui Nunes por esta nomeação que prestigia a Medicina Portuguesa.
 
19tm16d
15 de Abril de 2019
1916Pub2f19tm16d

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.04.2019

Pneumonia: Mais de 50% dos doentes de risco não são aconselhados a vacinar-...

A pneumonia mata, em média, 23 pessoas por dia nos hospitais portugueses, mais do dobro da média eur...

por Teresa Mendes | 24.04.2019

Ministério da Saúde pede sindicância à Ordem dos Enfermeiros

A ministra da Saúde, Marta Temido, pediu à Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS) para realiz...

por Teresa Mendes | 24.04.2019

 «Suspeição intolerável» 

 A ministra da Saúde, Marta Temido, considera uma «suspeição intolerável» do bastonário da Ordem dos...

por Teresa Mendes | 24.04.2019

 SESARAM continua a não registar assiduidade dos seus trabalhadores

Uma auditoria do Tribunal de Contas (TC) revelou, esta terça-feira, que o Serviço de Saúde da Região...

por Teresa Mendes | 23.04.2019

Encontro internacional debate futuro do envelhecimento<br />  

A Academia Nacional de Medicina de Portugal (ANMP), o Science Advice for Policy by European Academie...

por Teresa Mendes | 23.04.2019

Manifesto da EFPIA reforça os benefícios das vacinas

«Construir uma Europa mais Saudável» é o título do manifesto criado pela Vaccines Europe, o grupo es...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.