Congresso Português de Reumatologia decorre de 1 a 4 de maio 

por Teresa Mendes | 17.04.2019

Encontro celebra 45 anos de existência 
A Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR) vai realizar o seu XXI Congresso Português de Reumatologia (CPR), de 1 a 4 de maio, no Centro de Congressos do Algarve, em Vilamoura, numa altura em que se celebra 45 anos após a sua primeira edição, em abril de 1974, em Coimbra.

«A SPR muito se orgulha do seu percurso e história e, dentro desta, o CPR sempre foi um dos eventos mais marcantes da sua atividade científica.

É aqui que mostramos o melhor que fazemos, mas, igualmente no CPR, que encontramos um espaço ideal de aprendizagem e partilha», destacam na mensagem de boas-vindas Luís Cunha Miranda, presidente da SPR, e Maria João Salvador, secretária-geral da SPR.

Na mesma nota, os responsáveis informam que o CPR marcará a atualização do logotipo da SPR, e que irá igualmente inovar pela realização de um pré-curso de revisão para especialistas e internos e por uma aposta na parceria com a indústria farmacêutica na componente científica. 

Desta forma, irão ser realizadas diversas mesas SPR/indústria farmacêutica em que «ao invés de simpósios satélites clássicos iremos apostar em formação médica de excelência, com a colaboração dos nossos parceiros da indústria», destacam os responsáveis.

Mais uma vez a Medicina Geral e Familiar terá também uma «presença fundamental» no programa, com um espaço de partilha que permitirá «uma melhor ligação entre as especialidades, a bem dos nossos doentes comuns». 

«Este ano a comissão científica, que incluiu os relatores dos grupos de trabalho, provedor dos internos, responsável do Reuma.pt, da ESPER entre outros, muito contribuiu para uma abrangência do programa e para a sua qualidade. Para além disso, a área dos posters e comunicações orais que refletem a nossa atividade científica ao longo do ano, têm um lugar de destaque neste CPR», destaca a nota de boas-vindas.

A SPR espera que este congresso «possa trazer um momento de reflexão acerca do futuro da Reumatologia Portuguesa, da necessidade imperiosa de colocar no terreno a rede de referenciação hospitalar de reumatologia e de melhorar efetivamente o acesso à reumatologia dos doentes» 

Os responsáveis esperam ainda que este congresso «possa trazer um momento de reflexão acerca do futuro da Reumatologia Portuguesa, da necessidade imperiosa de colocar no terreno a rede de referenciação hospitalar de reumatologia e de melhorar efetivamente o acesso à reumatologia dos doentes que de nós precisam».
O programa detalhado e todas as informações estão disponíveis no site do congresso.

19tm16L
17 de Abril de 2019
1916Pub4f19tm16L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Transplante de órgãos aumentou 2% no primeiro semestre de 2019

A transplantação de órgãos em Portugal aumentou no primeiro semestre do ano em cerca de 2% - o equiv...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

Aprovada a nova Lei de Bases da Saúde

Após vários avanços e recuos, o Parlamento aprovou sexta-feira o diploma da Lei de Bases da Saúde, q...

22.07.2019

Seguro público na Saúde é «aumento encapotado de impostos»

Em resposta à ideia de Francisco Ramos, secretário de Estado da Saúde, de criar um «um seguro comple...

por Teresa Mendes | 22.07.2019

 Nove em cada 10 idosos seguidos CSP sentem-se sozinhos

Nove em cada 10 idosos seguidos nos cuidados de saúde primários (CSP) sentem algum grau de solidão,...

por Teresa Mendes | 19.07.2019

 18.º ENIJMF vai apostar em sessões out-of-the-box!

Este ano, em Évora, o 18.º Encontro de Internos e Jovens Médicos de Família (ENIJMF) «fará uma grand...

por Teresa Mendes | 18.07.2019

«A situação na saúde no Algarve é muito grave»

Faltam meios humanos, técnicos e infraestruturais no Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHU...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.