Dívida do SNS à Indústria Farmacêutica mantém rota ascendente

por Teresa Mendes | 13.05.2019

Dívida total cresceu 5% e dívida vencida aumenta 12,7%
Mantendo a tendência crescente que se tem vindo a verificar desde janeiro, a dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde à Indústria Farmacêutica voltou a subir em março, segundo o relatório do Núcleo de Estudos e Análise da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma) publicado hoje.

No terceiro mês do ano, a dívida total situou-se nos 748,0 milhões de euros, mais 35,7 milhões de euros do que em fevereiro (+5,0%).

Quando comparado com o período homólogo de 2018, regista-se ainda um efeito positivo da redução da dívida, que em março de 2018 se situava nos 873,5 milhões de euros, ou seja, um valor superior em 125,5 milhões de euros.

Mantendo a tendência crescente que se tem vindo a verificar desde janeiro, a dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde à Indústria Farmacêutica voltou a subir em março 

O relatório da Apifarma revela igualmente uma subida na dívida vencida (de 12,7%), tendo a mesma atingido os 491,5 milhões de euros, mais 55,5 milhões de euros do que no mês anterior.

O prazo médio de recebimento também aumentou 10 dias, situando-se agora nos 266 dias.

O documento pode ser consultado na íntegra aqui.

19tm20b
13 de Maio de 2019
1920Pub2f19tm20b

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 EPE estavam em falência técnica no ano passado

Em 2018, metade dos hospitais EPE do país encontrava-se em falência técnica, segundo uma análise do...

06.12.2019

Chefes de cirurgia de Faro recusam fazer urgências a partir de 1 de janeiro

A partir de 1 de janeiro de 2020, os chefes de equipa de Cirurgia do Hospital de Faro vão deixar de...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 Sarampo matou mais de 140 mil pessoas no mundo em 2018

Em 2018, o sarampo foi responsável pela morte de mais de 140.000 pessoas, segundo novas estimativas...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros»

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros, nomeadamente tabaco aquecido. Apre...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

ADSE passa a ser tutelada pelo Ministério da Administração Pública

A ADSE já não é da tutela do Ministério da Saúde. Segundo o regime da organização e funcionamento do...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

 Reduzir o colesterol mais cedo pode diminuir risco cardiovascular mais tar...

Reduzir os níveis de colesterol com medicamentos em pessoas com menos de 45 anos pode reduzir o risc...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.