Nova solução informática permite visão completa do percurso do utente

por Teresa Mendes | 15.05.2019

Projeto-piloto iniciado na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano
A Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), em conjunto com a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, presidiu esta segunda-feira, na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano, à sessão de arranque de uma solução informática que permitirá conhecer todo o trajeto do utente no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e ultrapassar os constrangimentos dos atuais sistemas de informação.

Denominado RSE SIGA – Registo de Saúde Eletrónico no Sistema Integrado de Gestão do Acesso ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), trata-se de uma ferramenta informática com uma abordagem inovadora, uma vez que, segundo Ricardo Mestre, vogal da ACSS, «possibilita uma visão completa do percurso do utente no sistema, desde a identificação do problema de saúde, até à sua resolução».

Segundo Ricardo Mestre, vogal da ACSS, o Registo de Saúde Eletrónico no Sistema Integrado de Gestão do Acesso ao Serviço Nacional de Saúde «possibilita uma visão completa do percurso do utente no sistema, desde a identificação do problema de saúde, até à sua resolução» 

Recorde-se que o RSE SIGA, que agora será testado no projeto-piloto da ULS do Litoral Alentejano, «materializa o novo paradigma de gestão do acesso ao SNS que foi introduzido pelo SIGA SNS, regulado através da Portaria nº 147/2017, de 27 de abril», destaca um comunicado da ACSS.

O novo projeto tem como objetivo a obtenção de «um conhecimento global e completo sobre todo o trajeto dos utentes na área do acesso aos cuidados de saúde no SNS, nomeadamente nos cuidados de saúde primários, nas consultas hospitalares, nos meios complementares de diagnóstico e terapêutica, nas intervenções cirúrgicas, nos serviços de urgência e na rede nacional de cuidados continuados integrados».

A ACSS pretende igualmente «fortalecer a cultura de transparência, controlo e monitorização do acesso aos cuidados de saúde» e «contribuir para a melhoria dos tempos de resposta aos utentes, mediante o cumprimento integral dos Tempos Máximos de Resposta Garantidos (TMRG) e a adequada gestão das listas de inscritos para a prestação de cuidados de saúde no SNS, considerando a prioridade clínica de cada um».

O utente, através da Área do Cidadão, poderá acompanhe a evolução da resposta à sua situação, como marcação da consulta, de meios complementares de diagnóstico, marcação de cirurgia e acompanhar a evolução dos tempos de resposta, das listas de espera.

A Tutela prevê o alargamento deste projeto ao resto do país a partir de 2020. 

19tm20e
14 de Maio de 2019
1920Pub3f19tm20e

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.05.2019

 Executivo abre 1129 vagas para as áreas de MGF, hospitalar e de Saúde Públ...

O Governo cumpriu o prazo de 30 dias para a abertura de concursos após a fixação da lista de classif...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

Semana Europeia do Teste da Primavera decorre até 24 de maio

Começa hoje e decorre até 24 de maio, a Semana Europeia do Teste Primavera 2019, organizada pela HIV...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

Acordo entre FMUL e Fundação Champalimaud reforça laços existentes

O diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Fausto Pinto, e a presidente da Fundaç...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

 Daniel Ferro nomeado presidente do CHULN

O ex-presidente da administração do Hospital Garcia de Orta, Daniel Ferro, vai liderar o conselho de...

por Teresa Mendes | 16.05.2019

 É ilegal recusar tratar doentes que não autorizam o tratamento de dados pe...

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) considerou ilegal a recusa de prestação de cuidados...

16.05.2019

Dados de listas de espera envergonham o país, diz Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos (OM) classificou esta quarta-feira como «desastrosos» os dados revelados pela En...

por Teresa Mendes | 16.05.2019

 Convenção Nacional da Saúde 2019 decorre a 18 de junho

 A edição de 2019 da Convenção Nacional de Saúde (CNS) vai ter lugar no próximo dia 18 de junho, no...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.