ACSS assegura que não houve manipulação nas listas de espera

por Teresa Mendes | 15.05.2019

Bastonário da OM diz que grupo de trabalho nunca foi ouvido
A responsável da Administração Central dos Sistema de Saúde (ACSS) pelo programa Consulta a Tempo e Horas (CTH), Adelaide Belo, garantiu esta terça-feira, na Comissão Parlamentar de Saúde (CPS), que «não há qualquer manipulação de dados» nas listas de espera. Miguel Guimarães, ex-coordenador do grupo nomeado para avaliar o sistema, voltou a dizer o contrário.

Numa audição a pedido do PS sobre as conclusões do grupo técnico independente criado pelo Ministério da Saúde para avaliar os sistemas de gestão das listas de espera, Adelaide Belo afirmou que «não é possível apagar qualquer registo no CHT e tudo o que se faça no programa tem um rasto».

Recorde-se que o grupo técnico independente, liderado pelo bastonário da Ordem dos Médicos (OM), concluiu que a ACSS «limpou» doentes das listas de espera para consultas, numa altura em que era presidida pela atual ministra, e que foram usados indevidamente mecanismos para alterar datas de inscrição de utentes para cirurgia.

A responsável da Administração Central dos Sistema de Saúde (ACSS) pelo programa Consulta a Tempo e Horas (CTH), Adelaide Belo, garantiu esta terça-feira, na Comissão Parlamentar de Saúde (CPS), que «não há qualquer manipulação de dados» nas listas de espera. 
Miguel Guimarães, o ex-coordenador do grupo nomeado para avaliar o sistema voltou a dizer o contrário

A médica especialista em Medicina Interna assegurou, no entanto, aos deputados, que nunca lhe foi pedido por um elemento da direção da ACSS que manipulasse dados.
«Nunca fui convocado para dar alguma explicação sobre o relatório» Também ouvido esta terça-feira na CPS, na qualidade de ex-coordenador do grupo técnico independente, Miguel Guimarães voltou a afirmar que os factos mostram que houve eliminação de doentes das listas de espera.

O bastonário lamentou só agora o relatório ter sido tornado público, informando o grupo nunca foi ouvido.
«Nunca fui convocado para dar alguma explicação sobre o relatório», disse aos deputados.

19tm20k
15 de Maio de 2019
1920Pub4f19tm20k

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.05.2019

 Executivo abre 1129 vagas para as áreas de MGF, hospitalar e de Saúde Públ...

O Governo cumpriu o prazo de 30 dias para a abertura de concursos após a fixação da lista de classif...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

Semana Europeia do Teste da Primavera decorre até 24 de maio

Começa hoje e decorre até 24 de maio, a Semana Europeia do Teste Primavera 2019, organizada pela HIV...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

Acordo entre FMUL e Fundação Champalimaud reforça laços existentes

O diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Fausto Pinto, e a presidente da Fundaç...

por Teresa Mendes | 17.05.2019

 Daniel Ferro nomeado presidente do CHULN

O ex-presidente da administração do Hospital Garcia de Orta, Daniel Ferro, vai liderar o conselho de...

por Teresa Mendes | 16.05.2019

 É ilegal recusar tratar doentes que não autorizam o tratamento de dados pe...

A Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) considerou ilegal a recusa de prestação de cuidados...

16.05.2019

Dados de listas de espera envergonham o país, diz Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos (OM) classificou esta quarta-feira como «desastrosos» os dados revelados pela En...

por Teresa Mendes | 16.05.2019

 Convenção Nacional da Saúde 2019 decorre a 18 de junho

 A edição de 2019 da Convenção Nacional de Saúde (CNS) vai ter lugar no próximo dia 18 de junho, no...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.