«NBM in Ambulatory Surgery»  em destaque  no 13.º Congresso Internacional de Cirurgia Ambulatória

por Teresa Mendes | 21.05.2019

MSD marca presença
O Centro de Congressos da Alfândega do Porto vai receber, entre os dias 27 e 29 de maio, o 13.º Congresso Internacional de Cirurgia Ambulatória (13thIAAS), uma iniciativa da Associação Portuguesa de Cirurgia de Ambulatório (APCA) e da International Association on Ambulatory Surgery (IAAS), que conta com o apoio da MSD.

Nestes dias, que vão reunir centenas de participantes, entre os quais médicos, particularmente anestesiologistas e cirurgiões, bem como enfermeiros, serão debatidos vários temas relacionados com a cirurgia ambulatória, tais como as novas tendências cirúrgicas, anestésicas e tecnológicas. 

O Centro de Congressos da Alfândega do Porto vai receber, entre os dias 27 e 29 de maio, o 13.º Congresso Internacional de Cirurgia Ambulatória (13thIAAS), uma iniciativa da Associação Portuguesa de Cirurgia de Ambulatório (APCA) e da International Association on Ambulatory Surgery (IAAS), que conta com o apoio da MSD

O congresso contará com cerca de 120 palestrantes, entre os quais referências mundiais na intervenção em ambulatório, «num momento privilegiado para avaliar o impacto e crescimento da cirurgia ambulatória no Mundo», salienta um comunicado da MSD.

O Simpósio «Neuromuscular Blockade Management (NBM) in Ambulatory Surgery», organizado pela MSD, no dia 27 de maio, pelas 15h30, no auditório principal, é uma das sessões em destaque deste evento, que contará com a presença de Thomas Fuchs-Buder, anestesiologista e professor no Hospital Universitário de Brabois em Nancy, França. Este perito de renome internacional irá partilhar com os participantes os desafios da gestão do bloqueio neuromuscular em cirurgia de ambulatório.

No âmbito deste tema, a APCA lançou recentemente, num trabalho conjunto com a Sociedade Portuguesa de Anestesiologia, as «Recomendações portuguesas para a gestão do bloqueio neuromuscular» em Cirurgia de Ambulatório, que indicam que, atualmente, a idade, o índice de massa corporal, a previsibilidade de via aérea (VA) difícil, a existência de patologia moderada ou severa, diabetes ou insuficiência renal crónica, já não constituem, de forma isolada, um critério de inclusão/exclusão em cirurgia ambulatória.

«Nos últimos anos, tem-se assistido a uma expansão da cirurgia de ambulatório com uma mudança marcante do perfil de doente proposto para este tipo de cirurgia.

Estas recomendações indicam também que o progresso nesta área tem sido conseguido não só através da tecnologia cirúrgica, mas também pelo aparecimento de dispositivos de VA menos invasivos, fármacos de metabolização mais rápida, antagonistas mais fiáveis e monitorização mais rigorosa das diferentes componentes anestésicas», destaca a MSD.

Todas as informações no site do congresso.

19tm21c
20 de Maio de 2019
1921Pub2f19tm21c

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 24.06.2019

ANEM acusa Marta Temido de «enorme distanciamento da realidade»

A Associação Nacional dos Estudantes de Medicina (ANEM) «condena veementemente», numa carta aberta,...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

Apifarma contra novas orientações para estudos de avaliação económica

A Apifarma está «veementemente» contra a proposta do Infarmed para alteração das Orientações Metodol...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

 Taxas moderadoras nos centros de saúde vão acabar, mas de forma faseada

O fim das taxas moderadoras nos centros de saúde vai ser realizado de uma forma faseada, não entrand...

por Teresa Mendes | 24.06.2019

 «OSTEOGLUTIS» vence 3.ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltipl...

  «Tackling multiple myeloma by osteoblast cross regulation – OSTEOGLUTIS» é o nome do projeto vence...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

14 recomendações dos doentes para o SNS

A Convenção Nacional da Saúde (CNS), que juntou mais de 160 instituições do setor, nesta terça-feira...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

Campanha da DGS e IPDJ quer inspirar portugueses a praticar exercício físic...

 A Direção-Geral da Saúde (DGS) e o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), com o apoio...

por Teresa Mendes | 21.06.2019

USF modelo B passam a ter de fundamentar a aprovação da carga horária

O Ministério da Saúde quer combater as diferentes práticas e interpretações, em termos de horários d...

19.06.2019

Texto da nova Lei de Bases da Saúde fica sem referências às PPP

O grupo de trabalho que discute a nova Lei de Bases da Saúde no Parlamento chumbou esta terça-feira...

por Teresa Mendes | 18.06.2019

Aumento da mortalidade materna e infantil são reflexo da falta de especiali...

A Ordem dos Médicos (OM) defende a necessidade de alterar urgentemente a forma e os prazos dos concu...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.