Há mais 60 mil portugueses sem médico de família desde o início de 2019

21.05.2019

Governo garante que até ao final da atual legislatura cenário vai mudar
Desde o início deste ano que aumentou o número de portugueses sem médico de família. No final de 2018, o número rondava os 690 mil.

Em maio de 2019 já chega aos 750 mil, segundo números adiantados à TSF pelo Ministério da Saúde.

O Governo garantiu, no entanto, neste Dia Mundial do Médico de Família, que se celebrou a 19 de maio, que até ao final da atual legislatura «se irá atingir o número mais baixo de utentes sem médico de família recorrendo à contratação de jovens médicos, à contratação de médicos reformados e à abertura de mais Unidades de Saúde Familiar».

Sobre o recente aumento de utentes sem médico de família fonte da saúde adiantou à TSF que pode estar relacionado com as aposentações de clínicos e com um período de transição pois os novos médicos que chegam demoram algum tempo a «absorver» nas suas novas listas os utentes que ficaram sem médico de família.

No topo da falta de médicos de família destaque ainda para o Algarve, nomeadamente os centros de saúde do Barlavento (74,9%), e para o Alentejo Litoral (74,9%) 

Segundo a rádio, as zonas com mais carências ficam em Lisboa e Vale do Tejo onde existem menores taxas de cobertura de médicos de família, nomeadamente os agrupamentos de centros de saúde da Amadora (71,3%), Arrábida (em Setúbal, 72,3%), Sintra (75,8%) e Arco Ribeirinho (na Margem Sul, 76,9%).

No topo da falta de médicos de família destaque ainda para o Algarve, nomeadamente os centros de saúde do Barlavento (74,9%), e para o Alentejo Litoral (74,9%).

A Norte o cenário é bem mais favorável com vários agrupamentos com percentagens acima dos 99,5% de cobertura (Aveiro Norte, Alto Ave, Santo Tirso/Trofa e Póvoa do Varzim/Vila do Conde), havendo mesmo um caso, Vale do Sousa Norte, que chega aos 100% e onde todos têm médico de família.

19tm21a
20 de Maio de 2019
1921Pub2f19tm21a

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Assistimos hoje ao assassinato premeditado do modelo USF»

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) decidiu abandonar as reuniões da Comissão Técnica Naciona...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Premium Cataract Surgery 2020» debate técnicas cirúrgicas inovadoras

A Universidade do Minho organiza, no próximo dia 18 de janeiro de 2020, a conferência «Premium Catar...

13.12.2019

 Tecnologia criada no Porto ajuda médicos a identificar nódulos pulmonares

Investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TE...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 Marta Temido anuncia reforço de 800 milhões de euros para a Saúde em 2020

Foram várias as entidades que se congratularam publicamente pelo reforço de verbas para o Serviço Na...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

55% dos doentes com doença crónica tem baixos níveis de literacia em saúde

«55% da população com doença crónica tem níveis inadequados de literacia em saúde», uma situação que...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

Lançado Instituto Virtual de Fibromialgia

Foi lançado o Instituto Virtual de Fibromialgia, MyFibromyalgia®, uma ferramenta de intervenção clín...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.