Encargos com as PPP da saúde aumentaram quase 30%

por Teresa Mendes | 22.05.2019

UTAP divulga «Boletim Trimestral PPP» 
Os encargos líquidos com parcerias público-privadas (PPP) subiram 5% nos primeiros seis meses de 2018, atingindo os 977,2 milhões de euros.
A área da Saúde foi das que mais contribuiu para esse aumento.

Os dados constam do «Boletim Trimestral PPP» referente ao segundo trimestre de 2018, um documento da responsabilidade da Unidade Técnica de Acompanhamento de Projetos (UTAP), entidade administrativa dotada de autonomia administrativa, sob a tutela do Ministério das Finanças.

De acordo com o relatório, divulgado quase com um ano de atraso, no segundo trimestre do ano passado, os encargos com as PPP da saúde ascenderam a cerca de 127,4 milhões de euros, representando «um aumento, de cerca de 29%, face ao período homólogo anterior». 

«O Hospital de Braga continua a assumir-se como a maior unidade atualmente em operação em regime de PPP, tendo sido responsável, em termos acumulados, por cerca de 40% dos encargos totais com as parcerias do sector da saúde»

Esta evolução é explicada pelos autores pelo acréscimo dos encargos incorridos tanto com a prestação de serviços clínicos (de cerca de 29%), como com os referentes à manutenção das infraestruturas dos hospitais (de aproximadamente 33%).

Em termos de peso relativo nos encargos totais, «o Hospital de Braga continua a assumir-se como a maior unidade atualmente em operação em regime de PPP, tendo sido responsável, em termos acumulados, por cerca de 40% dos encargos totais com as parcerias do sector da saúde».

Segue-se o Hospital de Loures, com um peso relativo de 23%, e os hospitais de Cascais e de Vila Franca de Xira, com pesos relativos de 20% e de 17%, respetivamente», pode ler-se no documento, que está disponível na íntegra aqui.

19tm21i
22 de Maio de 2019
1921Pub4f19tm21i

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.02.2020

«Governo menospreza a negociação com os sindicatos médicos»

Os sindicatos médicos saíram esta segunda-feira desiludidos da primeira reunião negocial com a tutel...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

 Eutanásia «viola a relação médico-doente», reafirma Miguel Guimarães

A Ordem dos Médicos (OM) voltou esta segunda-feira a manifestar-se contra a prática da eutanásia, ar...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

Criada comissão para elaborar proposta para uma Lei da Saúde Pública

O Ministério da Saúde criou uma Comissão para elaborar uma proposta de Reforma da Saúde Pública e Su...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

USF da Alta de Lisboa e Alto dos Moinhos concluídas dentro de ano e meio

A ministra da Saúde lançou esta segunda-feira a primeira pedra das novas unidades de saúde familiar...

por Teresa Mendes | 17.02.2020

 Generalização do modelo USF? Sim, mas mantendo os critérios diferenciadore...

A Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) diz-se satisfeita com a intenção do pr...

por Teresa Mendes | 17.02.2020

 Utilização de medicamentos para o controlo da diabetes aumentou 44%

A utilização de medicamentos para o controlo da diabetes aumentou 44% entre 2009 e 2018. O consumo c...

por Teresa Mendes | 17.02.2020

1.º Congresso Internacional de Cuidados Continuados e Paliativos 

  O Centro de Estudos e Desenvolvimento de Cuidados Continuados e Paliativos (CEDCCP) da Faculdade d...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.