CE alerta para a diminuição do investimento na Saúde em Portugal

por Teresa Mendes | 17.06.2019

Relatório denota preocupação com as dívidas dos hospitais
Um relatório da Comissão Europeia (CE) sobre a sustentabilidade financeira dos sistemas de saúde, divulgado no final da semana, alerta que a despesa com a Saúde tem diminuído em Portugal em relação à média europeia.

Segundo o update do relatório «Joint Report on Health Care and Long-Term Care Systems & Fiscal Sustainability», o total da despesa em Saúde em Portugal tem vindo a cair, situando-se atualmente nos 9,1% do Produto Interno Bruto (PIB), quando a média da União Europeia (UE) é de 10,2% do PIB.
A despesa pública em Saúde também diminuiu para 6,1% do PIB, quando na UE a média é de 7,8%. Em termos per capita a despesa pública de Saúde em Portugal fica a menos de metade da média da EU (de 1.297 para 2.609, em paridade de poder de compra).

O relatório denota também preocupação com as dívidas dos hospitais, considerando os autores que as injeções periódicas de capital não são suficientes para conseguir colmatar a acumulação crescente das dívidas.

Outra preocupação da Comissão Europeia é a estimativa de uma forte redução demográfica em Portugal nas próximas décadas, que conjuntamente com o envelhecimento da população terá um impacto ainda na maior nas despesas em Saúde.

Um relatório da Comissão Europeia (CE) sobre a sustentabilidade financeira dos sistemas de saúde, divulgado no final da semana, alerta que a despesa com a Saúde tem diminuído em Portugal em relação à média europeia

Num comunicado sobre este documento, Conselho Estratégico Nacional da Saúde (CENS) da CIP lembra que tem vindo a chamar a atenção para a necessidade de eliminar o «subfinanciamento crónico» do Serviço Nacional de Saúde (SNS), adotar a orçamentação plurianual, aprovar uma Lei de Meios e tomar medidas em prol do setor económico da Saúde, do Sistema de Saúde português e do SNS.

«A competitividade de Portugal e os desafios demográficos devem levar todos os agentes a encarar os verdadeiros problemas e a encontrar as soluções para a sustentabilidade do setor da Saúde», lê-se na mesma nota à imprensa 

19tm25a
17 de Junho de 2019
1925Pub2f19tm25a

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 09.04.2020

 Médicos especialistas em cuidados intensivos podem não ser suficientes

O recém-nomeado presidente da Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva...

por Teresa Mendes | 09.04.2020

 OM promove inquérito nacional sobre a identificação da exposição ao SARS-C...

A Ordem dos Médicos (OM) está a promover um inquérito nacional sobre a identificação dos clínicos à...

por Teresa Mendes | 09.04.2020

Grupo CUF não cumpre as normas da DGS sobre Covid-19, denuncia a Fnam

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) acusa o Grupo CUF de não cumprir as normas da Direção-Geral...

por Teresa Mendes | 09.04.2020

 Doença celíaca associada ao aumento da mortalidade prematura

Apesar do aumento da consciencialização sobre a doença celíaca e de um maior acesso a alimentos sem...

por Teresa Mendes | 08.04.2020

 «Se a linha da frente cair, cairemos todos»

A Amnistia Internacional (AI) lançou esta terça-feira, no âmbito do Dia Mundial da Saúde, uma petiçã...

por Teresa Mendes | 08.04.2020

 Insa desenvolve estudo da diversidade genética do Covid-19 em Portugal

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a desenvolver o estudo da diversidade...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.