Recrutamento de 167 médicos «é publicidade enganosa do Ministério da Saúde»

por Teresa Mendes | 26.06.2019

Vagas estão «incluídas nos concursos que abriram em maio de 2019»
O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) acusa o Ministério da Saúde de «publicidade enganosa».
Em causa o anúncio de um concurso para preenchimento de 167 vagas em zonas carenciadas, vagas essas que, de acordo com o SIM «estão afinal incluídas no total de vagas cujos concursos abriram em maio de 2019 e por cuja conclusão ainda se aguarda».

«O referido "concurso" é afinal apenas um despacho que identifica as zonas carenciadas de recursos médicos», sublinhando o sindicato que «o recrutamento de 167 médicos é publicidade enganosa do Ministério da Saúde».

Naquilo que dizem ser «uma campanha de desinformação», o SIM adverte que também o anúncio de que novos médicos ginecologistas/obstetras irão assumir funções nos hospitais de Lisboa e Amadora-Sintra se refere «apenas às vagas abertas no concurso de maio que ainda não está concluído, não sendo certo que essas vagas sejam ocupadas tendo em conta as condições de trabalho - incluindo remuneratórias - do Serviço Nacional de Saúde face ao setor privado».

O SIM acusa o Ministério da Saúde de «publicidade enganosa». Em causa o anúncio de um concurso para preenchimento de 167 vagas em zonas carenciadas, vagas essas que, de acordo com o sindicato «estão afinal incluídas no total de vagas cujos concursos abriram em maio de 2019 e por cuja conclusão ainda se aguarda» 

O despacho, publicado no Diário da República pelos ministros das Finanças e da Saúde, esta terça-feira, vem «definir as zonas geográficas qualificadas como carenciadas, no que respeita à área hospitalar e de Medicina Geral e Familiar, por estabelecimento de saúde e especialidade médica e por agrupamento de centros de saúde, respetivamente, para efeitos de atribuição dos incentivos à mobilidade e recrutamento de trabalhadores médicos».

É salientado no normativo que «o disposto no presente despacho se aplica aos procedimentos de recrutamento e de seleção de pessoal médico que se iniciaram desde 1 de janeiro de 2019».

19tm26i
26 de Junho de 2019
1926Pub4f19tm26i

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 «Premium Cataract Surgery 2020» debate técnicas cirúrgicas inovadoras

A Universidade do Minho organiza, no próximo dia 18 de janeiro de 2020, a conferência «Premium Catar...

13.12.2019

 Tecnologia criada no Porto ajuda médicos a identificar nódulos pulmonares

Investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TE...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

 Marta Temido anuncia reforço de 800 milhões de euros para a Saúde em 2020

Foram várias as entidades que se congratularam publicamente pelo reforço de verbas para o Serviço Na...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

55% dos doentes com doença crónica tem baixos níveis de literacia em saúde

«55% da população com doença crónica tem níveis inadequados de literacia em saúde», uma situação que...

por Teresa Mendes | 13.12.2019

Lançado Instituto Virtual de Fibromialgia

Foi lançado o Instituto Virtual de Fibromialgia, MyFibromyalgia®, uma ferramenta de intervenção clín...

por Teresa Mendes | 11.12.2019

 Secretário de Estado louva o que de «bom, ótimo e excelente» se faz no HSM

No 65.º aniversário do Hospital de Santa Maria (HSM), o secretário de Estado da Saúde elogiou o que...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.