PPP preenchem o pódio da excelência clínica da ERS

por Teresa Mendes | 02.07.2019

Hospital Vila Franca de Xira arrecadou o primeiro lugar 
Os hospitais que lideram o pódio da mais recente avaliação do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS) sobre Excelência Clínica, da Entidade Reguladora da Saúde (ERS), são todos em regime de Parceria Público-Privada (PPP).

O Hospital de Vila Franca de Xira (uma PPP que o Governo decidiu não prolongar) lidera o ranking, tendo conseguido uma classificação de três estrelas (nível 3) em seis das 13 áreas submetidas para Excelência Clínica: Cirurgia de Ambulatório, Cirurgia Geral (Cirurgia do Cólon), Área de Neurologia (Acidente Vascular Cerebral), Área de Obstetrícia (Partos e Cuidados Pré-natais), Área de Pediatria (Cuidados Neonatais) e Área de Cuidados Transversais (Avaliação da Dor Aguda).

O Hospital de Cascais ficou em segundo lugar, com uma classificação máxima em seis das 11 áreas submetidas, sendo elas a Cirurgia de Ambulatório, Ginecologia (Histerectomias), Neurologia (Acidente Vascular Cerebral), Obstetrícia (Partos e Cuidados Pré-natais), Pediatria (cuidados neonatais) e Ortopedia (Tratamento cirúrgico da fratura proximal do fémur).

Em terceiro lugar ficou o Hospital de Braga, que viu ser adiado por cinco anos o processo de avaliação que poderia fazer com que a sua gestão fosse entregue a um novo parceiro privado.

Os hospitais que lideram o pódio da mais recente avaliação do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde sobre Excelência Clínica, da Entidade Reguladora da Saúde, são todos em regime de Parceria Público-Privada

Das 14 áreas de Excelência Clínica submetidas por este hospital, três obtiveram três estrelas: a Área de Cardiologia (Enfarte Agudo do Miocárdio), a Área de Cirurgia de Ambulatório e a Área de Pediatria (Cuidados Neonatais).
Nas restantes onze áreas, o hospital conseguiu uma classificação de 2+.

Quanto às entidades geridas pelo Serviço Nacional de Saúde, a que teve mais áreas com classificação máxima foi o Hospital Senhora da Oliveira Guimarães, com três áreas (Cirurgia de Ambulatório, Neurologia e Obstetrícia) que obtiveram a classificação de três estrelas das 14 submetidas.

Dos 158 estabelecimentos hospitalares que o SINAS abrange, apenas 122 conseguiram a classificação de Excelência Clínica.
Destes, 96 conseguiram a atribuição da estrela correspondente ao primeiro nível de classificação, cumprindo todos os critérios para a prestação de cuidados de saúde de qualidade.

A avaliação da dimensão de Excelência Clínica incidiu sobre episódios de internamento com alta entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2017, refletindo o desempenho anual dos prestadores em procedimentos e/ou diagnósticos nas áreas de Angiologia e Cirurgia Vascular, Cardiologia, Cirurgia de Ambulatório, Cirurgia Cardíaca, Cirurgia Geral, Cuidados Intensivos, Cuidados Transversais, Ginecologia, Neurologia, Obstetrícia, Ortopedia e Pediatria.

O relatório da ERS pode ser consultado na íntegra aqui.

19tm27g
02 de Julho de 2019
1927Pub3f19tm27g

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.02.2020

Trabalho nas juntas médicas pode comprometer resposta ao coronavírus

Ordem dos Médicos, sindicatos e Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública estão preocupados c...

14.02.2020

Exportações em Saúde atingem um máximo histórico de 1,5 mil milhões de euro...

As exportações portuguesas em Saúde atingiram um novo recorde de cerca de 1,5 mil milhões de euros,...

por Teresa Mendes | 14.02.2020

 Governo aprova nova PPP no Hospital de Cascais

O Bloco de Esquerda (BE) considera que a decisão do Governo de avançar para uma nova parceria públic...

por Teresa Mendes | 14.02.2020

 Gabinete de segurança para profissionais de saúde coordenado por oficial d...

Foi publicado esta quinta-feira o despacho que cria o Gabinete de Segurança para a Prevenção e o Com...

por Teresa Mendes | 13.02.2020

 VIII Congresso Científico ANL debate preocupações da Medicina Laboratorial

Vai decorrer, nos dias 29 e 30 de maio, no Centro de Congresso de S. Rafael, no Algarve, o VIII Cong...

por Teresa Mendes | 13.02.2020

 Enfarte do miocárdio atinge 15 mil portugueses todos os anos

Nas vésperas do Dia Nacional do Doente Coronário, que se assinala a 14 de fevereiro, a Sociedade Por...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.