Dia 20 de julho instituído como o Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação

por Teresa Mendes | 04.07.2019

Marta Temido diz ser «forma de reconhecimento aos dadores e profissionais»
O ministério da Saúde instituiu o dia 20 de julho como o Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação, em comemoração da data da realização do primeiro transplante de órgãos em Portugal - em 1969 pela equipa liderada por Linhares Furtado.

Um despacho publicado no Diário da República, assinado pela ministra da Saúde, no passado dia 28 de junho, destaca que esta é uma forma de «reconhecimento aos dadores e famílias, aos profissionais de saúde, assim como para recordar à sociedade que a doação de órgãos ajuda a salvar a vida ou contribui para melhorar a qualidade de vida de muitos doentes, tornando, assim, mais conhecido o seu significado».

O ministério da Saúde instituiu o dia 20 de julho como o Dia Nacional da Doação de Órgãos e da Transplantação, em comemoração da data da realização do primeiro transplante de órgãos em Portugal - em 1969 pela equipa liderada por Linhares Furtado

«Nos últimos 30 anos a transplantação em Portugal tem tido um desenvolvimento notável, assistindo-se a um aumento progressivo dos níveis de doação e a uma evolução técnica e organizacional que colocaram Portugal na vanguarda da transplantação mundial», lê-se no diploma, que salienta ainda que «a disponibilidade de órgãos para transplantação depende exclusivamente da generosidade dos cidadãos, da sua predisposição para a dádiva voluntária e gratuita em vida ou após a morte».

No despacho, Marta Temido sublinha igualmente o «envolvimento e esforço, quer dos profissionais que no seu dia-a-dia se dedicam à identificação de todos os potenciais dadores de órgãos e tecidos, procurando fazer face à escassez de órgãos, existente à escala global, quer de todos os profissionais de saúde envolvidos na transplantação».

19tm27n
04 de Julho de 2019
1927Pub5f19tm27n

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 EPE estavam em falência técnica no ano passado

Em 2018, metade dos hospitais EPE do país encontrava-se em falência técnica, segundo uma análise do...

06.12.2019

Chefes de cirurgia de Faro recusam fazer urgências a partir de 1 de janeiro

A partir de 1 de janeiro de 2020, os chefes de equipa de Cirurgia do Hospital de Faro vão deixar de...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 Sarampo matou mais de 140 mil pessoas no mundo em 2018

Em 2018, o sarampo foi responsável pela morte de mais de 140.000 pessoas, segundo novas estimativas...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros»

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros, nomeadamente tabaco aquecido. Apre...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

ADSE passa a ser tutelada pelo Ministério da Administração Pública

A ADSE já não é da tutela do Ministério da Saúde. Segundo o regime da organização e funcionamento do...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

 Reduzir o colesterol mais cedo pode diminuir risco cardiovascular mais tar...

Reduzir os níveis de colesterol com medicamentos em pessoas com menos de 45 anos pode reduzir o risc...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.