FDA aprova Keytruda® em monoterapia para doentes com SCLC

por Teresa Mendes | 08.07.2019

Aprovação foi «baseada na taxa de resposta e na durabilidade de respostas»
A Food and Drug Administration (FDA) aprovou o tratamento com Keytruda® (pembrolizumab) em monoterapia para o tratamento de doentes com cancro do pulmão de pequenas células metastático (SCLC) com progressão da doença e pelo menos uma outra linha prévia de tratamento. 

Num comunicado, divulgado na passada sexta-feira, a MSD informa que esta aprovação foi «baseada na taxa de resposta do tumor e na durabilidade de respostas», explicando que «a aprovação continuada para esta indicação pode estar condicionada à verificação e descrição do benefício clínico nos estudos de confirmação».

«Pembrolizumab é já uma opção terapêutica estabelecida para o cancro do pulmão de células não-pequenas e a aprovação no cancro do pulmão de células pequenas demonstra o nosso compromisso de apresentar novas opções de tratamento para doentes com cancro em estadios avançados, difíceis de tratar», afirmou Jonathan.
Cheng, vice-presidente de investigação em Oncologia, da MSD Research Laboratories.

A Food and Drug Administration (FDA) aprovou o tratamento com Keytruda® (pembrolizumab) em monoterapia para o tratamento de doentes com cancro do pulmão de pequenas células metastático (SCLC) com progressão da doença e pelo menos uma outra linha prévia de tratamento 

«Estamos ansiosos para continuar a avançar na investigação em cancro do pulmão de pequenas células», reforçou o responsável na nota à Imprensa.

«O cancro do pulmão de células pequenas, que responde por 10 a 15% de todos os cancros de pulmão, é frequentemente diagnosticado em estadio avançado, onde o prognóstico é muito pobre e historicamente há poucas opções de tratamento», destacou, por sua vez, Patrick Ott, diretor clínico do Centro de Imuno-Oncologia do Instituto do Cancro Dana-Farber.

«A aprovação de pembrolizumab no cancro de pulmão de células pequenas oferece uma opção adicional de tratamento para doentes com base nas taxas de resposta do KEYNOTE-158 e KEYNOTE-028», sublinhou.

19tm28a
08 de Julho de 2019
1928Pub2f19tm28a

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 16.01.2020

Médicos dispõem apenas de 9 minutos diários por doente em metade das equipa...

Em metade das equipas de Cuidados Paliativos do país, os médicos apenas têm nove minutos ou menos po...

por Teresa Mendes | 16.01.2020

 Entregue petição para alargamento do acesso gratuito a dispositivos de PSC...

 Os Diabét1cos, um grupo de apoio a pessoas com diabetes, entregou esta terça-feira na Assembleia da...

por Teresa Mendes | 16.01.2020

 Inauguração das novas instalações da UCSP do Campo, em Valongo

Vão ser inauguradas na próxima sexta-feira, dia 17 de janeiro, as novas instalações da Unidade de Cu...

por Teresa Mendes | 16.01.2020

Infarmed é um dos «pilares institucionais em saúde pública em Portugal»

«Num momento de profundas mudanças na prestação de cuidados de saúde, temos de ser capazes de dar re...

por Teresa Mendes | 15.01.2020

 27.º Congresso de Pneumologia do Norte decorre de 5 a 7 de março

O XXVII Congresso de Pneumologia do Norte, realizado em simultâneo com as XXXIII Jornadas Galaico-Du...

por Teresa Mendes | 15.01.2020

 Questionário sobre questões prioritárias de investigação em Cirurgia em Po...

O Grupo Português de Investigação Colaborativa em Cirurgia – PT Surg está a realizar um questionário...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.