Doentes psiquiátricos de Coimbra permanecem no Serviço de Urgência por falta de vagas

por Teresa Mendes | 09.07.2019

Ordem diz que «estão ultrapassados todos os limites» da leges artis
 O Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos (CRCOM) condenou esta segunda-feira, a «aviltante realidade» imposta aos doentes face à falta de vagas para internamento de agudos no Centro de Responsabilidade Integrada de Psiquiatria do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

A administração do hospital já negou as acusações.

Num comunicado, o CRCOM alerta que «há inclusivamente doentes com critérios para internamento compulsivo e que permanecem vários dias no Serviço de Urgência, tornando-se caótica a situação para utentes e profissionais de saúde».

«Durante a espera, os doentes passam, dias a fio, com dificuldades em satisfazer as suas necessidades básicas de higiene e alimentação, já que não existem condições para os internar. A título de exemplo, apenas comem bolachas, sopa e leite ou sumos», diz o comunicado assinado pelo presidente do CRCOM, Carlos Cortes, que cita um abaixo assinado de perto de 40 médicos daquele Serviço.

«A cada dia que passa, os doentes ficam mais vulneráveis e tendem a desenvolver complicações orgânicas com infeções hospitalares e face à gravidade da situação, a maioria do corpo clínico do serviço de Psiquiatria já enviou um documento ao conselho de administração do CHUC enunciando as carências e as deficiências», informa Carlos Cortes.

O CRCOM alerta que «há inclusivamente doentes com critérios para internamento compulsivo e que permanecem vários dias no Serviço de Urgência, tornando-se caótica a situação para utentes e profissionais de saúde»

O responsável explica que a diminuição progressiva do número de camas disponíveis durante os últimos anos atingiu o seu pico no final de 2018 aquando do encerramento da Psiquiatria Mulheres, nos designados Blocos de Celas, por danos ocorridos aquando da tempestade 'Leslie'. Parte das vagas encerradas foram deslocadas para o Internamento Masculino dos Hospitais da Universidade de Coimbra (no rés-do-chão do bloco central) e para o Pavilhão 2 do Hospital Sobral Cid (no 1º andar, sem elevador), com sobrelotação desses espaços.

«Desde então, face à carência por vezes grave de camas, há doentes com patologia psiquiátrica que, por permanecerem há demasiado tempo no Serviço de Urgência, são internados noutras enfermarias, sem os devidos cuidados especializados», observa o presidente do CRCOM, considerando que «nestas condições, estão ultrapassados todos os limites definidos quer pelas normas do serviço quer pelas leges artis que deveriam ser aplicadas ao doente psiquiátrico».

Já a administração hospitalar alega que «o internamento em outros serviços tem sido esporádico e em situações sem especificidades próprias e com segurança».

Especificamente sobre «a capacidade de internamento para doentes do sexo feminino»", esta «foi afetada ligeiramente em consequência do furacão Leslie, situação que será revertida com uma reestruturação prevista do internamento nos hospitais da Universidade de Coimbra onde se concentrará a totalidade do internamento de agudos após reorganização do serviço», refere uma nota emitida pelo CHUC, sem adiantar prazos. 

19tm28e
09 de Julho de 2019
1928Pub3f19tm28e

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 EPE estavam em falência técnica no ano passado

Em 2018, metade dos hospitais EPE do país encontrava-se em falência técnica, segundo uma análise do...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

 Sarampo matou mais de 140 mil pessoas no mundo em 2018

Em 2018, o sarampo foi responsável pela morte de mais de 140.000 pessoas, segundo novas estimativas...

por Teresa Mendes | 06.12.2019

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros»

«Não existem cigarros eletrónicos nem produtos de tabaco seguros, nomeadamente tabaco aquecido. Apre...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

ADSE passa a ser tutelada pelo Ministério da Administração Pública

A ADSE já não é da tutela do Ministério da Saúde. Segundo o regime da organização e funcionamento do...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

 Reduzir o colesterol mais cedo pode diminuir risco cardiovascular mais tar...

Reduzir os níveis de colesterol com medicamentos em pessoas com menos de 45 anos pode reduzir o risc...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Esperança de vida em Portugal é maior do que na média dos países da EU

A esperança de vida em Portugal «aumentou substancialmente na última década», nomeadamente com a red...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Ministra inaugurou centro de saúde em Ventosa, Torres Vedras

A ministra da Saúde, Marta Temido, inaugurou esta terça-feira, o centro de saúde de São Mamede da Ve...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Iniciativa apela à liquidação de todas as dívidas com mais de 90 dias a for...

A Apifarma, a Confederação Empresarial de Portugal (CIP) e a Associação Cristã de Empresários e Gest...

por Teresa Mendes | 03.12.2019

 Entre 2016 e 2018 foram introduzidos mais de 150 medicamentos inovadores

O acesso a novos medicamentos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) «aumentou de modo significativo, co...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.