Abertas as candidaturas aos Prémios Santa Casa Neurociências 2019

por Teresa Mendes | 10.07.2019

Iniciativa da SCML atribui anualmente 400 mil euros 
Estão abertas as candidaturas para a 7.ª edição dos Prémios Santa Casa Neurociências, uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) que atribui anualmente 400 mil euros para a Investigação em Neurociências.

O valor é distribuído por dois prémios de 200 mil euros cada.
O Prémio Melo e Castro distingue o projeto que potencie a recuperação e tratamento de lesões vertebro-medulares, território em que SCML foi pioneira no país, em 1966, com a abertura do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão.

Pretende promover a descoberta de soluções para a reabilitação dos indivíduos afetados, reduzindo, de forma significativa, as limitações motoras e fisiológicas associadas.

Já o Prémio Mantero Belard tem como objetivo promover e dinamizar a investigação científica ou clínica, no âmbito das doenças neurodegenerativas associadas ao envelhecimento, como a Doença de Parkinson e a Doença de Alzheimer, possibilitando novas estratégias no tratamento e restabelecimento das funções neurológicas.

Estão abertas as candidaturas para a 7.ª edição dos Prémios Santa Casa Neurociências, uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) que atribui anualmente 400 mil euros para a Investigação em Neurociências

Num comunicado, a SCML salienta que a iniciativa constitui «uma aposta ambiciosa no mérito e no valor da nossa comunidade médica e científica, numa conjuntura difícil para a Investigação & Desenvolvimento nacionais», destaca a instituição.

Contudo, «é pela esperança na construção de uma resposta eficaz no tratamento de lesões vertebro-medulares, realidade com a qual a SCML lida diariamente, e pela autonomia e dignidade dos mais de 11 mil idosos para quem trabalha, que a instituição lança, uma vez mais, este desafio à comunidade médica e científica nacional», destaca o comunicado.

As candidaturas e o regulamentos podem ser consultados aqui.

19tm28L
10 de Julho de 2019
1928Pub4f19tm28L

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Afinal, é a lei que limita fármacos inovadores a não ser perante risco imed...

Afinal, é a própria lei que limita as autorizações excepcionais para ter acesso aos fármacos inovado...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Pelo menos 5 pessoas morrem a cada minuto devido a erros clínicos

No dia em que celebra o primeiro Dia Mundial para a Segurança do Doente (17 de setembro), a Organiza...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Só os neurónios mais viáveis sobrevivem no desenvolvimento do sistema nervo...

Ao contrário do pensado, não é o acaso que determina quais as células que irão formar o sistema nerv...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.