Concelhos com população mais idosa e menos poder de compra não têm USF

por Teresa Mendes | foto de "DR" | 11.07.2019

Caráter voluntário poderá estar na origem da desigualdade 
As unidades de saúde familiar (USF) são um modelo que não chegou ainda a quase metade dos concelhos de Portugal Continental, precisamente aos locais onde a população é maioritariamente idosa, onde existe um menor poder de compra e um nível educacional inferior, destaca o Relatório de Primavera, apresentado hoje em Lisboa.

«Verificamos que, de uma forma global, a população residente nas áreas geográficas da área de influência das Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) tem uma proporção significativamente maior de idosos, de mortalidade geral e específica (por diabetes, doenças do sistema circulatório e doenças do sistema respiratório e um nível significativamente inferior de educação, de rendimento e de poder de compra, do que a população residente na área de influência das USF modelo A e B», destacam os autores do documento do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS).

Na publicação, é manifestada a preocupação com as desigualdades no acesso aos cuidados de saúde primários, por se perpetuar a prestação de cuidados em «dois níveis», com as USF a terem «consistentemente um melhor desempenho».

As unidades de saúde familiar (USF) são um modelo que não chegou ainda a quase metade dos concelhos de Portugal Continental, precisamente aos locais onde a população é maioritariamente idosa, onde existe um menor poder de compra e um nível educacional inferior, destaca o Relatório de Primavera 

O relatório salienta ainda que «as UCSP se situam em áreas com uma densidade populacional significativamente inferior» e que «o perfil demográfico e socioeconómico da população é geralmente ainda mais favorável na população da área de influência das USF-B».

A análise feita lembra que a criação das USF tem caráter voluntário, considerando que esse aspeto «pode estar na origem de uma distribuição desigual ao nível do país». 

O Relatório de Primavera 2019 está disponível na íntegra aqui.

19tm28p
11 de Julho de 2019
1928Pub5f19tm28p

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 15.07.2019

 Governo autoriza abertura de mais 446 camas de cuidados continuados

 O Governo autorizou a abertura de mais 446 camas de cuidados continuados integrados, que podem come...

por Teresa Mendes | 15.07.2019

 Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral 2019 está em discussão pública

 A Direção-Geral da Saúde (DGS) colocou em discussão pública, até ao próximo dia 1 de agosto, o Prog...

por Teresa Mendes | 15.07.2019

 Apifarma lança «Prémio Cidadania em Saúde»

No âmbito das comemorações dos seus 80 anos, a Apifarma instituiu o «Prémio Cidadania em Saúde», que...

por Teresa Mendes | 12.07.2019

 Foram aprovados mais do dobro de medicamentos inovadores no primeiro semes...

O Infarmed informou, esta quinta-feira, que no primeiro semestre de 2019 foram «concluídos 61 proces...

por Teresa Mendes | 12.07.2019

 Saúde Mental é o «parente pobre da saúde em Portugal»

O Relatório de Primavera 2019, do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS), considera que...

por Teresa Mendes | 12.07.2019

 Em Portugal «reina o mais profundo silêncio» sobre o VIH/Sida

Internacionalmente vive-se um período de entusiasmo e mobilização em torno do objetivo definido pelo...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.