«Faltam mais de 90 médicos no Amadora-Sintra»

por Teresa Mendes | 11.07.2019

Ordem dos Médicos denuncia falta de recursos humanos
O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, denunciou esta quarta-feira que «faltam mais de 90 médicos» no hospital Amadora-Sintra, nomeadamente anestesiologistas e obstetras, alertando que esta é uma situação que põe em causa a qualidade da prestação dos cuidados.

Numa visita àquele hospital, no âmbito do seu périplo pelas várias unidades de saúde, o responsável assegurou que «faltam, seguramente, mais de 90 médicos neste hospital de várias especialidades».

«Em termos de anestesiologistas foi-nos reportado que faltam pelo menos 10 e em termos de obstetras faltarão 15 e isto tem condicionado a capacidade de resposta nalgumas áreas», disse aos jornalistas.

Segundo Miguel Guimarães, «as vagas pedidas pela administração não estão a ser atribuídas», situação que «dificulta ainda mais o funcionamento» do Hospital.
Os equipamentos obsoletos são também uma preocupação da OM, tendo o bastonário chamado a atenção para a necessidade de serem substituídos, nomeadamente ventiladores e o angiógrafo, já com 20 anos.

O bastonário da Ordem dos Médicos denunciou que «faltam mais de 90 médicos» no hospital Amadora-Sintra, nomeadamente anestesiologistas e obstetras, alertando que esta é uma situação que põe em causa a qualidade da prestação dos cuidados

Os problemas de recursos humanos foram também notados pela anestesiologista Ângela Rodrigues, que referiu a existência de pressões para reduzir o número de especialistas presentes nos Serviços de Urgência.

«O serviço está a lutar para conseguir manter o número correto de elementos em Serviço de Urgências. Nós queremos que sejam quatro elementos presentes durante o dia e durante a noite, mas existem pressões para que sejam reduzidos para três», lamentou a médica.

19tm28n
11 de Julho de 2019
1928Pub5f19tm28n

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.09.2019

 Melhoria do SNS «cabe a todos»

Melhorar a qualidade de acesso, motivar os profissionais e aumentar a sua produtividade e reforçar o...

18.09.2019

Falta de medicamentos: Doentes alertam para «realidade assustadora»

Setenta associações de doentes enviaram uma carta ao Infarmed a alertar para a «realidade assustador...

por Teresa Mendes | 18.09.2019

 Curso de Atualização em Medicina Interna 2019 decorre de 18 a 23 de novemb...

Estão abertas as inscrições para o 2.º Curso de Atualização em Medicina Interna 2019, uma iniciativa...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Afinal, é a lei que limita fármacos inovadores a não ser perante risco imed...

Afinal, é a própria lei que limita as autorizações excepcionais para ter acesso aos fármacos inovado...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Cancro de cabeça e pescoço mata três portugueses por dia

A Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço arrancou esta segunda-feira em Lisboa....

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Pelo menos 5 pessoas morrem a cada minuto devido a erros clínicos

No dia em que celebra o primeiro Dia Mundial para a Segurança do Doente (17 de setembro), a Organiza...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Só os neurónios mais viáveis sobrevivem no desenvolvimento do sistema nervo...

Ao contrário do pensado, não é o acaso que determina quais as células que irão formar o sistema nerv...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.