Começa hoje a auditoria da OM para avaliar atribuição de idoneidade formativa

29.07.2019

Processo está a cargo da consultora Deloitte 
A Ordem dos Médicos (OM) inicia esta segunda-feira a auditoria externa independente para avaliar a atribuição de idoneidades e capacidades formativas para a formação especializada dos jovens médicos.

Segundo o organismo, o processo ficou a cargo da consultora Deloitte, que foi selecionada na sequência da consulta prévia ao mercado realizada pela OM.

Recorde-se que esta foi uma medida anunciada no final de abril e que surgiu «em defesa da qualidade da formação e numa altura de especial preocupação com as condições proporcionadas pelo Serviço Nacional de Saúde, com médicos a ficarem sem acesso a uma vaga de especialidade».

O principal objetivo da auditoria é, por isso, «garantir a continuidade da qualidade da formação de médicos em Portugal», que «é de excelência e reconhecida em todo o mundo».

De acordo com a OM, a auditoria vai permitir «avaliar os processos e procedimentos seguidos na atribuição de capacidades formativas, contribuindo para os tornar corretos, eficazes e eficientes».

A Ordem dos Médicos inicia esta segunda-feira a auditoria externa independente para avaliar a atribuição de idoneidades e capacidades formativas para a formação especializada dos jovens médicos 

No final, pretende-se ter um conjunto de áreas de potencial melhoria identificadas e recolher, também, propostas de recomendações, adianta.

«Em nome do superior interesse do país e dos doentes, não podemos permitir que a qualidade da formação especializada seja colocada em risco, com todo o impacto negativo que pode ter nos cuidados de saúde a médio e a longo prazo», explicou na altura o bastonário da OM.

Nessa mesma ocasião, Miguel Guimarães recordou que o modelo português de atribuição de idoneidades e capacidades formativas tem sido amplamente elogiado no espaço europeu e, como tal, reconhecido como garante da qualidade da formação médica portuguesa.

De lembrar ainda que a OM tinha proposto ao Ministério da Saúde há cerca de dois anos a realização desta auditoria, mas a Tutela nunca chegou a avançar.

19tm31c
29 de Julho de 2019
1931Pub2f19tm31c

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 03.04.2020

 Adiada a desmaterialização total da prescrição para 31 de dezembro de 2020

O fim total da prescrição manual previsto para 31 de março foi hoje adiado pelo Governo para 31 de d...

por Teresa Mendes | 03.04.2020

Profissionais de saúde do SNS impedidos de cessar contratos de trabalho 

A cessação dos contratos de trabalho dos profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) v...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

 Médicos, enfermeiros e técnicos vão pagar menos pela eletricidade em abril...

A EDP Comercial anunciou esta quarta-feira que está a preparar um pacote de ofertas para reforçar o...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

 Sindicatos preocupados com número de médicos infetados

 O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) «constatam com...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

Luz verde para estudo experimental com uso de plasma de doentes recuperados

Cerca de 30 doentes com Covid-19 no Hospital Universitário Karolinska vão poder em breve começar a r...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

 FMUL promove ciclo de e-Talks durante o mês de abril

A Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) promove durante todo o mês de abril uma sér...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.