Laboratório Militar: Primeiros fármacos para o SNS podem surgir já em novembro

por Teresa Mendes | 06.08.2019


Medicamentos à base de canábis estão entre aqueles a serem produzidos
Tal como anunciado, o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos (LMPQF) será integrado no Exército e terá como missão produzir medicamentos que não se encontrem autorizados ou comercializados em Portugal e que sejam «imprescindíveis na prática clínica» e medicamentos manipulados, a distribuir pela rede hospitalar do SNS.

Um decreto-lei, publicado esta terça-feira no Diário da República, que define os termos da fusão, estabelece ainda que o LMPQF terá ainda a incumbência de «produzir medicamentos necessários para fazer face a situações de emergência ou de epidemia, para além de medicamentos, preparações e substâncias à base da planta da canábis».

Tal como anunciado, o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos será integrado no Exército e terá como missão produzir medicamentos que não se encontrem autorizados ou comercializados em Portugal e medicamentos manipulados, a distribuir pela rede hospitalar do SNS 

Segundo o diploma, a fusão do LMPQF no Exército concretiza-se em 60 dias úteis, o que significa que todo o processo será concluído até início de novembro.

19tm32e
06 de Agosto de 2019
1932Pub3f19tm32e

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Afinal, é a lei que limita fármacos inovadores a não ser perante risco imed...

Afinal, é a própria lei que limita as autorizações excepcionais para ter acesso aos fármacos inovado...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Cancro de cabeça e pescoço mata três portugueses por dia

A Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço arrancou esta segunda-feira em Lisboa....

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Pelo menos 5 pessoas morrem a cada minuto devido a erros clínicos

No dia em que celebra o primeiro Dia Mundial para a Segurança do Doente (17 de setembro), a Organiza...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Só os neurónios mais viáveis sobrevivem no desenvolvimento do sistema nervo...

Ao contrário do pensado, não é o acaso que determina quais as células que irão formar o sistema nerv...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.