SCML inaugura Unidade de medicina dentária pediátrica gratuita

por Teresa Mendes | 21.08.2019

Para todas as crianças até aos 18 anos que residam em Lisboa 
A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) inaugurou esta terça-feira, o Serviço Odontopediátrico de Lisboa (SOL), uma unidade de medicina dentária pediátrica gratuita para todas as crianças e jovens até aos 18 anos que residam ou estudem no concelho de Lisboa.

A cerimónia de inauguração, contou com as presenças do ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, e da ministra da Saúde, Marta Temido, bem como do provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Edmundo Martinho, e do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

Na ocasião, Marta Temido, destacou o esforço continuado que Portugal tem vindo a fazer no âmbito da saúde oral ao longo dos últimos anos.
«Fizemos esse esforço quando lançámos em 2005 um programa nacional de prevenção da saúde oral, quando lançámos em 2008 o cheque-dentista e, mais recentemente, quando alargámos o âmbito do cheque-dentista», salientou a governante, citada num comunicado publicado no Portal do SNS e no Portal do Governo.

A ministra da Saúde sublinhou também a forma como equipas de saúde oral têm vindo a ser progressivamente instaladas «na capilaridade dos cuidados de saúde primários», acrescentando que 80% dos agrupamentos de centros de saúde já têm respostas de saúde oral.
«O que estamos a fazer – e este projeto vai ser muito significativo para isso – é tornar a saúde oral cada vez mais uma dimensão da nossa compreensão de saúde global da pessoa como um todo», disse.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) inaugurou esta terça-feira, o Serviço Odontopediátrico de Lisboa (SOL), uma unidade de medicina dentária pediátrica gratuita para todas as crianças e jovens até aos 18 anos que residam ou estudem no concelho de Lisboa

«São os mais jovens que temos de olhar cada vez com mais atenção», continuou a governante, afirmando que a próxima fase passa por «planear a extensão do cheque-dentista para crianças entre os dois e os seis anos».

Marta Temido frisou também a importância de promover a prevenção no âmbito da saúde oral. «Ter uma melhor saúde oral exige comportamentos individuais. Não basta que pensemos na ótica do tratamento: é muito importante o conjunto de bons hábitos como a escovagem e uma boa alimentação».

Por sua vez, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, destacou a importância de promover a conciliação das intervenções na área da saúde com as da área social, sublinhando o caminho de consolidação e alargamento das funções que tem vindo a ser percorrido pela Misericórdia de Lisboa.

«A Misericórdia de Lisboa tem uma longa tradição na área social, e tem uma rede enorme de equipamentos e serviços, mas tem também uma larga tradição na área da saúde», afirmou, acrescentando a necessidade de um projeto-piloto como este para que os avanços feitos se posam depois «consolidar numa dimensão transversal».

A clínica, que vai funcionar no número 219 da Avenida Almirante Reis, é «um projeto único em Portugal, que tem como objetivo providenciar cuidados médico-dentários de elevada qualidade a crianças e jovens, qualquer que seja a sua condição social ou económica, desde que residam ou estudem no concelho de Lisboa», destaca a SCML.
O acesso é gratuito, exceto na área de ortodontia. Os beneficiários de abono de família estão isentos de qualquer pagamento no serviço de ortodontia, «independentemente do acto».

A equipa do SOL será composta por dez médicos dentistas, três higienistas orais e dez assistentes dentários. A partir desta terça-feira, será possível consultar no site da SCML os contactos para marcações de consultas. 

A Santa Casa estima realizar 50 mil consultas por ano e diminuir, pelo menos, em 60% a prevalência da cárie dentária até 2025 no concelho de Lisboa.
Todas as informações aqui.
 
19tm34k
21 de Agosto de 2019
1934Pub4f19tm34k

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Luís Filipe Macedo é o novo diretor do Programa para as Doenças Cérebro-ca...

Luís Filipe Macedo, assistente hospitalar graduado sénior em Cardiologia do Centro Hospitalar Univer...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Cuidados continuados com melhor resposta em 2018

Em 2018 registou-se um reforço no número de lugares de internamento nos cuidados continuados, com um...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Entregues galardões das 63.ª edição dos Prémios Pfizer

Os avanços nas áreas do autismo e do cancro da mama foram distinguidos na 63.ª edição dos Prémios Pf...

15.11.2019

Existem enormes disparidades na disponibilização dos fármacos inovadores

Há hospitais portugueses que chegam a demorar até quatro meses a disponibilizar medicamentos inovado...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Lítio pode reverter os danos da radiação após o tratamento de tumores cere...

É sabido que as crianças que receberam radioterapia para um tumor cerebral podem vir a desenvolver p...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Apifarma celebra 80 anos com a presença da ministra da Saúde

As associações Alzheimer Portugal, de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e Suas Famílias, de...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.