Serviço de Radioterapia de Barreiro-Montijo renova certificação

por Teresa Mendes | foto de "DR" http://www.chbm.min-saude.pt | 27.08.2019

Gestão da qualidade mantém reconhecimento 
O Serviço de Radioterapia do Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) renovou a sua certificação de acordo com a norma ISO 9001:2015, pelas atividades de «planeamento, administração e controlo de radioterapia externa em doentes do foro oncológico», que mantém deste 2009, anuncia aquela unidade num comunicado.

Com a implementação deste sistema de gestão da qualidade «pretende-se minimizar a ocorrência de complicações associadas aos tratamentos, otimizar o tempo de permanência dos doentes no Serviço para os tratamentos diários, melhorar os circuitos com as instituições que referenciam doentes e garantir a atualização técnica dos seus colaboradores», destaca uma nota à Imprensa.

O Serviço compromete-se também a «melhorar continuamente o sistema de gestão da qualidade, trabalhando para aumentar a satisfação dos utentes, das instituições que os referenciam e dos profissionais», acrescenta o comunicado.

O CHBM recorda que este Serviço iniciou a sua atividade em maio de 2005 e foi o primeiro serviço público a dispor desta terapêutica a sul do rio Tejo.

Na sua abertura dispunha de um acelerador linear, um simulador e um sistema de planeamento computorizado tridimensional, tendo ficado desde logo as suas instalações preparadas para receber mais um acelerador linear, instalado em 2010, e ainda um equipamento de braquiterapia.

O Serviço de Radioterapia do Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) renovou a sua certificação de acordo com a norma ISO 9001:2015, pelas atividades de «planeamento, administração e controlo de radioterapia externa em doentes do foro oncológico», que mantém deste 2009

O CHBM informa ainda que «está prevista a aquisição de um novo acelerador linear para substituir o atualmente existente, já desajustado face à evolução técnica e científica verificada nos últimos anos», um equipamento que «permitirá aumentar a capacidade de resposta interna para tratamentos complexos, através da realização de técnicas de radioterapia estereotáxica fracionada (SBRT), de radioterapia de intensidade modulada (IMRT) e de radioterapia guiada por imagem (IGRT)». 

No primeiro ano de atividade foram tratados 405 doentes. A partir dessa altura o Serviço tem vindo a aumentar a sua atividade, tendo tratado 1.107 doentes e realizado 24.421 tratamentos em 2018.

19tm35h
27 de Agosto de 2019
1935Pub3f19tm35h

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Esperança de vida em Portugal é maior do que na média dos países da EU

A esperança de vida em Portugal «aumentou substancialmente na última década», nomeadamente com a red...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Ministra inaugurou centro de saúde em Ventosa, Torres Vedras

A ministra da Saúde, Marta Temido, inaugurou esta terça-feira, o centro de saúde de São Mamede da Ve...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Iniciativa apela à liquidação de todas as dívidas com mais de 90 dias a for...

A Apifarma, a Confederação Empresarial de Portugal (CIP) e a Associação Cristã de Empresários e Gest...

por Teresa Mendes | 03.12.2019

 Entre 2016 e 2018 foram introduzidos mais de 150 medicamentos inovadores

O acesso a novos medicamentos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) «aumentou de modo significativo, co...

03.12.2019

 «Egas Moniz - legados da sua vida e obra» apresentado por Carlos Fiolhais

 A Ordem dos Médicos (OM) e a editora By the Book promovem, no próximo dia 9 de dezembro, pelas 18h0...

por Teresa Mendes | 03.12.2019

SPMS e APAH lançam Ciclo de Webinars sobre Transformação Digital na Saúde

A Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) e a Associação Portuguesa de Administradores Ho...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.