Serviço de Radioterapia de Barreiro-Montijo renova certificação

por Teresa Mendes | foto de "DR" http://www.chbm.min-saude.pt | 27.08.2019

Gestão da qualidade mantém reconhecimento 
O Serviço de Radioterapia do Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) renovou a sua certificação de acordo com a norma ISO 9001:2015, pelas atividades de «planeamento, administração e controlo de radioterapia externa em doentes do foro oncológico», que mantém deste 2009, anuncia aquela unidade num comunicado.

Com a implementação deste sistema de gestão da qualidade «pretende-se minimizar a ocorrência de complicações associadas aos tratamentos, otimizar o tempo de permanência dos doentes no Serviço para os tratamentos diários, melhorar os circuitos com as instituições que referenciam doentes e garantir a atualização técnica dos seus colaboradores», destaca uma nota à Imprensa.

O Serviço compromete-se também a «melhorar continuamente o sistema de gestão da qualidade, trabalhando para aumentar a satisfação dos utentes, das instituições que os referenciam e dos profissionais», acrescenta o comunicado.

O CHBM recorda que este Serviço iniciou a sua atividade em maio de 2005 e foi o primeiro serviço público a dispor desta terapêutica a sul do rio Tejo.

Na sua abertura dispunha de um acelerador linear, um simulador e um sistema de planeamento computorizado tridimensional, tendo ficado desde logo as suas instalações preparadas para receber mais um acelerador linear, instalado em 2010, e ainda um equipamento de braquiterapia.

O Serviço de Radioterapia do Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) renovou a sua certificação de acordo com a norma ISO 9001:2015, pelas atividades de «planeamento, administração e controlo de radioterapia externa em doentes do foro oncológico», que mantém deste 2009

O CHBM informa ainda que «está prevista a aquisição de um novo acelerador linear para substituir o atualmente existente, já desajustado face à evolução técnica e científica verificada nos últimos anos», um equipamento que «permitirá aumentar a capacidade de resposta interna para tratamentos complexos, através da realização de técnicas de radioterapia estereotáxica fracionada (SBRT), de radioterapia de intensidade modulada (IMRT) e de radioterapia guiada por imagem (IGRT)». 

No primeiro ano de atividade foram tratados 405 doentes. A partir dessa altura o Serviço tem vindo a aumentar a sua atividade, tendo tratado 1.107 doentes e realizado 24.421 tratamentos em 2018.

19tm35h
27 de Agosto de 2019
1935Pub3f19tm35h

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Cancro de cabeça e pescoço mata três portugueses por dia

A Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço arrancou esta segunda-feira em Lisboa....

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Pelo menos 5 pessoas morrem a cada minuto devido a erros clínicos

No dia em que celebra o primeiro Dia Mundial para a Segurança do Doente (17 de setembro), a Organiza...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Afinal, é a lei que limita fármacos inovadores a não ser perante risco imed...

Afinal, é a própria lei que limita as autorizações excepcionais para ter acesso aos fármacos inovado...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Só os neurónios mais viáveis sobrevivem no desenvolvimento do sistema nervo...

Ao contrário do pensado, não é o acaso que determina quais as células que irão formar o sistema nerv...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 1.ª Edição Hot Topics em Hepatologia

Vai decorrer, no dia 11 de outubro, na Ordem dos Médicos, em Vila Real, a 1.ª edição dos Hot Topics...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Pela primeira vez em seis meses, a dívida à Indústria Farmacêutica diminuiu

Pela primeira vez em seis meses, o valor da dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.