Saldo do SNS agrava-se mais de 90 milhões de euros em julho

por Teresa Mendes | 28.08.2019

DGO publica relatório da Execução Orçamental  
Em julho, o saldo do Serviço Nacional de Saúde (SNS) situou-se nos 216,5 milhões de euros negativos, representando um agravamento de 91,7 milhões de euros face ao período homólogo, o que traduz um aumento de 4% da receita, inferior em 1,6% ao da despesa.

De acordo com o relatório da Execução Orçamental, divulgado esta terça-feira no site da Direção-Geral do Orçamento (DGO), a despesa aumentou 5,6% face ao período homólogo (308,1 milhões de euros), refletindo o aumento das despesas com pessoal (174,3 milhões de euros, 7,9%) e dos fornecimentos e serviços externos (135 milhões de euros, 4,2%).

Nesta última componente, o documento destaca «o contributo dos produtos farmacêuticos (0,7%, 37,2 milhões de euros), dos produtos vendidos em farmácias (0,6%, 33,2 milhões de euros) e dos meios complementares de diagnóstico e terapêutica (0,2%, 13,8 milhões de euros)». 

Já a variação positiva na receita resultou, essencialmente, das transferências do Orçamento do Estado (+218,4 milhões de euros, 4,3%).

Em julho, o saldo do Serviço Nacional de Saúde (SNS) situou-se nos 216,5 milhões de euros negativos, representando um agravamento de 91,7 milhões de euros face ao período homólogo 

Quanto aos pagamentos em atraso das entidades públicas, os mesmos ascenderam no final de julho a 790,1 milhões de euros, representando uma diminuição de 250,3 milhões de euros relativamente ao período homólogo e um aumento 72,7 milhões de euros face ao final do mês anterior.

Para a evolução homóloga, contribuíram sobretudo os hospitais EPE e a Administração Local, que registaram, respetivamente, uma redução de 222,9 milhões de euros e 39,1 milhões de euros, lê-se no relatório.

Face ao mês anterior, o aumento registado ficou a dever-se, sobretudo, à evolução observada nos hospitais EPE (70,1 milhões de euros), conclui a DGO.

O relatório está disponível aqui.

19tm35j
28 de Agosto de 2019
1935Pub4f19tm35j

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.