Tutela garante que IPST «está a funcionar sem constrangimentos»

02.09.2019

Ministério da Saúde traça plano para regularizar dívidas 
O Ministério da Saúde anunciou este domingo que tem traçado um plano de pagamento para reduzir os valores em dívida ao Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST), que segundo o jornal Público ascendem aos 83,3 milhões de euros. Apesar da dívida, a Tutela assegura que não existem constrangimentos orçamentais ao normal funcionamento daquele Instituto.

O esclarecimento do Ministério da Saúde surge na sequência de uma notícia divulgada pelo jornal Público, segundo a qual o IPST enfrentou grandes constrangimentos ao seu regular funcionamento no ano passado, devido à dívida das entidades públicas, nomeadamente dos hospitais.

Esta situação é referida no relatório de atividades de 2018 do IPST, cujos serviços confirmaram ao Público que, a 31 de dezembro de 2018, a dívida era de 83,3 milhões de euros e que este ano, até 31 de julho, totalizava ainda 75,8 milhões de euros.

Segundo o relatório de atividades do IPST, a falta de verba é apontada como motivo para a dificuldade em cumprir o objetivo de aumentar ou manter o número de procedimentos de aférese (separação dos diversos elementos do sangue) porque houve «processos de aquisição, nomeadamente de reagentes, arrastados no tempo, aguardando fundos disponíveis».

Contactado pela agência Lusa, o Ministério da Saúde afirmou que «está a acompanhar a situação identificada pelo IPST» e que «já foi traçado um plano de pagamento regular das dívidas» que visa «reduzir os valores em dívida». Este plano insere-se no âmbito das relações financeiras entre os serviços e organismos do Ministério da Saúde, afirma numa resposta escrita.

De qualquer forma, o Ministério garante que «este organismo mantém a sua atividade regular, fornecendo um serviço de elevada qualidade e com garantias de segurança».

O Ministério da Saúde anunciou este domingo que tem traçado um plano de pagamento para reduzir os valores em dívida ao Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST), que segundo o jornal Público ascendem aos 83,3 milhões de euros 

«Mais se acrescenta que, em termos orçamentais, não existe qualquer constrangimento ao normal funcionamento do IPST», salienta o esclarecimento, lembrando que a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) monitoriza e acompanha estas relações financeiras.

19tm36c
02 de Setembro de 2019
1936Pub2f19tm36c

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Médicos de saúde pública defendem contratação «urgente» de mais profissiona...

O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública (ANMSP) defendeu esta quinta-feira...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.