Assinado contrato de construção da ala pediátrica do HSJ

por Teresa Mendes | 02.09.2019

Ministra da Saúde presidiu à cerimónia pública 
A ministra da Saúde, Marta Temido, presidiu esta sexta-feira, à cerimónia pública de assinatura do contrato para a construção da ala pediátrica do Hospital São João, entre o Centro Hospitalar Universitário São João (CHUSJ) e a Casais – Engenharia e Construção, S. A., que decorreu na Aula Magna da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Na sua intervenção, Marta Temido congratulou-se com o cumprimento do calendário estabelecido em outubro de 2018 para a construção desta ala pediátrica, que deverá ficar concluída em 2021.

A ministra da Saúde considerou que deste processo se tirou «uma lição importante» e salientou que foi por «conseguirmos pôr de parte questões pessoais e até institucionais que hoje aqui estamos a assinar este documento», destaca uma nota publicada no Portal do SNS

Para marta Temido, «aquilo que incumbe ao Ministério da Saúde fazer é ser transparente em relação às dificuldades, não as extrapolar e não as esconder, e ter soluções para melhorar a vida de todos e das nossas crianças», acrescentando que «nos próximos meses, a Casais irá fazer o que falta para que em 2021» a obra esteja «concretizada».

A ministra da Saúde considerou que deste processo se tirou «uma lição importante» e salientou que foi por «conseguirmos pôr de parte questões pessoais e até institucionais que hoje aqui estamos a assinar este documento» 

A cerimónia contou ainda com as intervenções de Fernando Araújo e Altamiro Da Costa Pereira, presidente do conselho de administração do CHUSJ, e diretor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), respetivamente, que sublinharam «a importância deste momento que confirma a construção da tão esperada ala pediátrica que irá dar condições assistenciais de excelência às crianças, bem como promover um espaço único de formação e de investigação».

Recorde-se que a nova ala pediátrica do São João, que ficará ligada ao edifício principal, terá cinco pisos, e mais dois subterrâneos, e capacidade para 98 camas, o que é considerado adequado às necessidades da região.

O início da obra, orçada em cerca de 25 milhões de euros, deverá ocorrer durante este ano, devendo a mesma estar concluída em 18 meses.

Dada a urgência da construção da ala pediátrica, a Lei do Orçamento do Estado para 2019 autoriza o CHUSJ a recorrer ao procedimento de ajuste direto na contratação da empreitada.

19tm36b
02 de Setembro de 2019
1936Pub2f19tm36b

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Cuidados continuados com melhor resposta em 2018

Em 2018 registou-se um reforço no número de lugares de internamento nos cuidados continuados, com um...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Luís Filipe Macedo é o novo diretor do Programa para as Doenças Cérebro-ca...

Luís Filipe Macedo, assistente hospitalar graduado sénior em Cardiologia do Centro Hospitalar Univer...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Entregues galardões das 63.ª edição dos Prémios Pfizer

Os avanços nas áreas do autismo e do cancro da mama foram distinguidos na 63.ª edição dos Prémios Pf...

15.11.2019

Existem enormes disparidades na disponibilização dos fármacos inovadores

Há hospitais portugueses que chegam a demorar até quatro meses a disponibilizar medicamentos inovado...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Lítio pode reverter os danos da radiação após o tratamento de tumores cere...

É sabido que as crianças que receberam radioterapia para um tumor cerebral podem vir a desenvolver p...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Apifarma celebra 80 anos com a presença da ministra da Saúde

As associações Alzheimer Portugal, de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e Suas Famílias, de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

«A maior urgência do país não pode fechar», diz bastonário

Após uma visita esta quarta-feira ao hospital de Santa Maria, o bastonário da Ordem dos Médicos (OM)...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

Infarmed alarga leque de fármacos com limitações à exportação

O Infarmed atualizou esta quarta-feira a lista de medicamentos abrangidos pela notificação prévia de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 Portugal tem mais de 600 novos casos de diabetes por cada 100 mil habitant...

 Nos últimos três anos (2016 a 2018) continuou a verificar-se «um número muito elevado de novos caso...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.