«Trabalho destas organizações trouxe luz a milhões de pessoas»

por Teresa Mendes | foto de "DR" https://www.fchampalimaud.org/noticias/single/noticia-42 | 05.09.2019

Combate à cegueira no Brasil vence Prémio Champalimaud de Visão 2019
Este ano, o Prémio António Champalimaud de Visão, no valor de um milhão de euros, foi atribuído ao Instituto da Visão - IPEPO, à Fundação Altino Ventura e ao Serviço de Oftalmologia da UNICAMP, três organizações que apoiam a prevenção da cegueira e a Oftalmologia no Brasil, anunciou esta quarta-feira a Fundação Champalimaud.

«Das comunidades das grandes cidades às comunidades indígenas mais remotas da Amazónia, estas instituições travaram uma guerra incansável pela luz, pela vida e pela dignidade humana.
Trabalhando separadamente, cada uma delas passou décadas a ajudar os necessitados em todo o país, utilizando serviços clínicos de alta qualidade e telemedicina», salienta a Fundação Champalimaud num comunicado.

O Instituto de Visão – IPEPO ajudou mais de 2 milhões de pessoas com os seus serviços clínicos pioneiros, apoiados por programas de investigação e educação; a Fundação Altino Ventura trabalha incansavelmente numa das regiões mais pobres da América do Sul para combater a cegueira através de Oftalmologia, ciência e educação de alta qualidade; o Serviço de Oftalmologia da UNICAMP iniciou uma revolução no atendimento oftalmológico sul-americano nos anos 80, com o primeiro projeto de zona livre de cataratas do continente, informa a mesma nota à Imprensa.

«Das comunidades das grandes cidades às comunidades indígenas mais remotas da Amazónia, estas instituições travaram uma guerra incansável pela luz, pela vida e pela dignidade humana», salienta a Fundação Champalimaud 

A Fundação Champalimaud salienta ainda que «o trabalho destas organizações trouxe luz a milhões de pessoas sem acesso a cuidados médicos». Em São Paulo e noutros grandes centros urbanos, a pobreza extrema provoca graves deficiências visuais a milhões de pessoas.
Na Amazónia e nas zonas rurais do Brasil, o clima e as condições económicas e sociais causam também graves problemas de visão e doença.

O Prémio Champalimaud de Visão 2019 «reconhece, assim, o excelente trabalho das três instituições cujos profissionais e voluntários trabalharam muitas vezes com risco pessoal, mostrando extrema coragem para trazer luz àqueles que não podem ver. Eles são os verdadeiros soldados na guerra contra a cegueira», destaca a Fundação.

Em 2019, por ser ano ímpar, o prémio, apresentado como o maior do mundo no campo da visão, reconhece o trabalho feito no terreno por instituições na prevenção e no combate à cegueira e a doenças oftalmológicas em países em vias de desenvolvimento. Em anos pares, o galardão distingue a investigação científica na área da visão.

19tm36m
05 de Setembro de 2019
1936Pub5f19tm36m

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Cuidados continuados com melhor resposta em 2018

Em 2018 registou-se um reforço no número de lugares de internamento nos cuidados continuados, com um...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Luís Filipe Macedo é o novo diretor do Programa para as Doenças Cérebro-ca...

Luís Filipe Macedo, assistente hospitalar graduado sénior em Cardiologia do Centro Hospitalar Univer...

por Teresa Mendes | 18.11.2019

 Entregues galardões das 63.ª edição dos Prémios Pfizer

Os avanços nas áreas do autismo e do cancro da mama foram distinguidos na 63.ª edição dos Prémios Pf...

15.11.2019

Existem enormes disparidades na disponibilização dos fármacos inovadores

Há hospitais portugueses que chegam a demorar até quatro meses a disponibilizar medicamentos inovado...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Lítio pode reverter os danos da radiação após o tratamento de tumores cere...

É sabido que as crianças que receberam radioterapia para um tumor cerebral podem vir a desenvolver p...

por Teresa Mendes | 15.11.2019

 Apifarma celebra 80 anos com a presença da ministra da Saúde

As associações Alzheimer Portugal, de Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos e Suas Famílias, de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

«A maior urgência do país não pode fechar», diz bastonário

Após uma visita esta quarta-feira ao hospital de Santa Maria, o bastonário da Ordem dos Médicos (OM)...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

Infarmed alarga leque de fármacos com limitações à exportação

O Infarmed atualizou esta quarta-feira a lista de medicamentos abrangidos pela notificação prévia de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 Portugal tem mais de 600 novos casos de diabetes por cada 100 mil habitant...

 Nos últimos três anos (2016 a 2018) continuou a verificar-se «um número muito elevado de novos caso...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.