Google vai proibir anúncios de tratamentos médicos sem base científica

por Teresa Mendes | 10.09.2019

Nova política anunciada pelo gigante da Internet
A Google anunciou, esta sexta-feira, num comunicado, que vai banir os anúncios de tratamentos médicos que não tenham base científica comprovada, incluindo os que envolvem células estaminais e terapias genéticas.

«Anunciamos uma nova política para proibir a publicidade de técnicas médicas não comprovadas ou experimentais, como a maioria das terapias com células-tronco, terapia celular (não-tronco) e terapia genética.

Esta nova política proibirá anúncios que vendam tratamentos que não tenham base científica ou biomédica comprovada.
A nova política também inclui tratamentos enraizados em descobertas científicas básicas e experiência clínica preliminar, mas sem testes clínicos formais suficientes para justificar o uso clínico generalizado», lê-se na nota à Imprensa, assinada por Adrienne Biddings, consultora de políticas da Google.

A Google anunciou, esta sexta-feira, num comunicado, que vai banir os anúncios de tratamentos médicos que não tenham base científica comprovada, incluindo os que envolvem células estaminais e terapias genéticas 

O comunicado cita alguns nomes mundialmente reconhecidos na área da saúde que apoiam esta decisão da Google, entre os quais Deepak Srivastava, presidente da International Society for Stem Cell Research, que diz a nova política é «um passo muito bem-vindo e muito necessário para coibir [a ação de] pessoas sem escrúpulo que querem divulgar tratamentos sem qualquer base científica, nomeadamente terapias de células-tronco não-testadas».

De acordo com a empresa, esta decisão foi tomada devido «ao aumento de malfeitores que tentam aproveitar-se das pessoas oferecendo tratamentos enganosos e não comprovados, que podem ter consequências perigosas para a saúde».

O comunicado pode ser consultado na íntegra aqui

19tm37g
10 de Setembro de 2019
1937Pub3f19tm37g

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 05.12.2019

ADSE passa a ser tutelada pelo Ministério da Administração Pública

A ADSE já não é da tutela do Ministério da Saúde. Segundo o regime da organização e funcionamento do...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

 Médicos de Medicina Interna são insuficientes manter o SU dos HUC

Vinte médicos especialistas em Medicina Interna enviaram declaração de responsabilidade à Ordem dos...

por Teresa Mendes | 05.12.2019

 Reduzir o colesterol mais cedo pode diminuir risco cardiovascular mais tar...

Reduzir os níveis de colesterol com medicamentos em pessoas com menos de 45 anos pode reduzir o risc...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Esperança de vida em Portugal é maior do que na média dos países da EU

A esperança de vida em Portugal «aumentou substancialmente na última década», nomeadamente com a red...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Ministra inaugurou centro de saúde em Ventosa, Torres Vedras

A ministra da Saúde, Marta Temido, inaugurou esta terça-feira, o centro de saúde de São Mamede da Ve...

por Teresa Mendes | 04.12.2019

Iniciativa apela à liquidação de todas as dívidas com mais de 90 dias a for...

A Apifarma, a Confederação Empresarial de Portugal (CIP) e a Associação Cristã de Empresários e Gest...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.