Google vai proibir anúncios de tratamentos médicos sem base científica

por Teresa Mendes | 10.09.2019

Nova política anunciada pelo gigante da Internet
A Google anunciou, esta sexta-feira, num comunicado, que vai banir os anúncios de tratamentos médicos que não tenham base científica comprovada, incluindo os que envolvem células estaminais e terapias genéticas.

«Anunciamos uma nova política para proibir a publicidade de técnicas médicas não comprovadas ou experimentais, como a maioria das terapias com células-tronco, terapia celular (não-tronco) e terapia genética.

Esta nova política proibirá anúncios que vendam tratamentos que não tenham base científica ou biomédica comprovada.
A nova política também inclui tratamentos enraizados em descobertas científicas básicas e experiência clínica preliminar, mas sem testes clínicos formais suficientes para justificar o uso clínico generalizado», lê-se na nota à Imprensa, assinada por Adrienne Biddings, consultora de políticas da Google.

A Google anunciou, esta sexta-feira, num comunicado, que vai banir os anúncios de tratamentos médicos que não tenham base científica comprovada, incluindo os que envolvem células estaminais e terapias genéticas 

O comunicado cita alguns nomes mundialmente reconhecidos na área da saúde que apoiam esta decisão da Google, entre os quais Deepak Srivastava, presidente da International Society for Stem Cell Research, que diz a nova política é «um passo muito bem-vindo e muito necessário para coibir [a ação de] pessoas sem escrúpulo que querem divulgar tratamentos sem qualquer base científica, nomeadamente terapias de células-tronco não-testadas».

De acordo com a empresa, esta decisão foi tomada devido «ao aumento de malfeitores que tentam aproveitar-se das pessoas oferecendo tratamentos enganosos e não comprovados, que podem ter consequências perigosas para a saúde».

O comunicado pode ser consultado na íntegra aqui

19tm37g
10 de Setembro de 2019
1937Pub3f19tm37g

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

29.07.2020

Quer o Senhor Ministro formar mais médicos sem as condições adequadas que g...

A plataforma para a formação médica em Portugal  manifesta o seu desagrado e discordância com as dec...

por Zózimo Zorrinho | 16.07.2020

COVID-19: Testes revelam presença de anticorpos em apenas 1,5% dos membros...

«A testagem de 2571 membros da comunidade académica da Universidade de Lisboa (ULisboa), mostrou a p...

14.07.2020

«Cardiologia»,  uma colecção para profissionais de saúde

«Cardiologia»,  é o título genérico de uma colecção para profissionais de saúde, lançada na próxima...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

Recomendação da vacinação antipneumocócica pela SPEDM

«Foi com enorme satisfação que o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA) recebeu a notícia da recome...

por Zózimo Zorrinho | 13.07.2020

SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva» 

20zz29a – TM – 2603 c.<br /> <br /> SPMI cria «Prémio Pedro Marques da Silva em Risco Cardiovascul...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.