A cada 40 segundos uma pessoa suicida-se no mundo

por Teresa Mendes | 10.09.2019

Suicídio mata mais do que o cancro da mama ou a guerra, diz relatório da OMS 
«Uma pessoa suicida-se no mundo a cada 40 segundos», salienta um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), a propósito do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, que é assinalado hoje, dia 10 de setembro.
Os casos são na sua maioria homens e são mais frequentes nos países desenvolvidos.

O suicídio é responsável por cerca de 800 mil mortes a cada ano, mais do que o cancro da mama, a malária, a guerra ou os homicídios, constituindo-se como um «importante problema de saúde pública global, que afeta todas as idades, sexos e regiões do mundo», destaca o documento que analisa dados de 2016.

«Toda morte é uma tragédia para a família, amigos e colegas. No entanto, os suicídios são evitáveis. Apelamos a todos os países para que incorporem planos de prevenção para o suicídio nos seus programas nacionais de saúde e educação», reforça o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, citado num comunicado daquele organismo.

O suicídio é responsável por cerca de 800 mil mortes a cada ano, mais do que o cancro da mama, a malária, a guerra ou os homicídios, constituindo-se como um «importante problema de saúde pública global, que afeta todas as idades, sexos e regiões do mundo» 

«Apesar de o número de países com estratégias nacionais de prevenção ao suicídio ter aumentado desde a publicação do primeiro relatório global da OMS sobre suicídio, há cinco anos, «são apenas 38 o número total de países com estratégias nesta área», sublinha o responsável.

Na faixa etária entre os 15 e os 29 anos, o suicídio surge como a segunda causa que mais mata, após os acidentes rodoviários.

Quando analisada a faixa de jovens até aos 19 anos, o suicídio passa a surgir em terceiro lugar nas causas de morte, após os acidentes de viação e apenas ligeiramente abaixo das mortes causadas por violência interpessoal.

Em todas as idades, o suicídio apresenta uma taxa maior nos homens do que nas mulheres, com uma média nos homens 1,8 vezes maior do que no sexo feminino.
O relatório da OMS mostra que entre 2010 e 2016 a taxa de suicídio decresceu globalmente quase 10%, mas salienta que essa descida não aconteceu em todos os países do mundo.

Portugal surge com uma taxa estimada de mortalidade de 14 por 100 mil habitantes, mas estes dados não são coincidentes com os números oficiais já divulgados pela Direção-Geral da Saúde, com base nas tabelas oficiais do Instituto Nacional de Estatística, que indicam uma taxa significativamente mais baixa, de 9,5 por 100 mil.

Fonte oficial da Direção-Geral da Saúde indicou à agência Lusa que estes dados agora divulgados pela OMS foram alvo de refutação imediata, podendo vir a ser analisados e corrigidos.

19tm37f
10 de Setembro de 2019
1937Pub3f19tm37f

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.09.2019

 Cancro de cabeça e pescoço mata três portugueses por dia

A Semana Europeia de Luta Contra o Cancro de Cabeça e Pescoço arrancou esta segunda-feira em Lisboa....

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Afinal, é a lei que limita fármacos inovadores a não ser perante risco imed...

Afinal, é a própria lei que limita as autorizações excepcionais para ter acesso aos fármacos inovado...

por Teresa Mendes | 17.09.2019

Só os neurónios mais viáveis sobrevivem no desenvolvimento do sistema nervo...

Ao contrário do pensado, não é o acaso que determina quais as células que irão formar o sistema nerv...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 Profissionais estão a «deixar de acreditar nesta forma única de organizaçã...

Prestes a iniciar o quarto trimestre de 2019, altura em que deveria estar a ser realizada a transiçã...

16.09.2019

 «Queremos que o hospital saia de portas»

O Governo quer alargar a hospitalização domiciliária a todos os hospitais do Serviço Nacional de Saú...

16.09.2019

Bastonária da OE chama Miguel Guimarães para ser ouvido no caso da sindicân...

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, quer incluir, como testemunhas, o ex-mi...

por Teresa Mendes | 16.09.2019

 1.ª Edição Hot Topics em Hepatologia

Vai decorrer, no dia 11 de outubro, na Ordem dos Médicos, em Vila Real, a 1.ª edição dos Hot Topics...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Pela primeira vez em seis meses, a dívida à Indústria Farmacêutica diminuiu

Pela primeira vez em seis meses, o valor da dívida dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS)...

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Ordem celebra 80 anos com coleção de fac-similadas de autores médicos

 A Ordem dos Médicos (OM) convida todos os profissionais a vir conhecer, na próxima segunda-feira, d...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.