Demitem-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta

por Teresa Mendes | 13.09.2019

Profissionais estão contra retirar a Cirurgia Geral da presença física no SU
Demitiram-se dez chefes de equipa de urgência do Hospital Garcia de Orta, em Almada, segundo a Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI).
Num comunicado, divulgado esta quinta-feira, aquela sociedade explica que na base das demissões está a decisão do conselho de administração de retirar a Cirurgia Geral da presença física no Serviço de Urgência (SU).

Na nota à Imprensa, assinada pelo presidente da SPMI, João Araújo Correia, a Sociedade salienta que a Medicina Interna do HGO «tem dado provas de enorme capacidade de trabalho e iniciativa, sendo considerada como exemplo no caso da hospitalização domiciliária», alertando que retirar a Cirurgia Geral da presença física no Serviço de Urgência «levará a um esgotamento ainda maior dos Internistas na Urgência, para além de pôr em perigo os doentes do foro cirúrgico, que ficam dispersos numa amálgama de doentes ainda maior!»

A SPMI alerta que retirar a Cirurgia Geral da presença física no Serviço de Urgência «levará a um esgotamento ainda maior dos Internistas na Urgência, para além de pôr em perigo os doentes do foro cirúrgico, que ficam dispersos numa amálgama de doentes ainda maior!» 

Expressando «toda a sua solidariedade» aos médicos demissionários, a SPMI diz ainda esperar que o «conselho de administração reveja rapidamente a decisão tomada, porque estão em causa o desrespeito pelos especialistas de Medicina Interna e, mais do que tudo, a assistência médica segura a que todos temos direito».

Entretanto, numa nota enviada à Lusa, o conselho de administração (CA) do HGO refere o grupo de médicos já foi recibo e que, nessa reunião, «foram esclarecidas as dúvidas existentes e assumido o compromisso, por parte do CA, de adoção de medidas possíveis, neste momento, para ajudar a resolver as questões e as situações colocadas».

Está já agendada uma nova reunião com para a «primeira quinzena de outubro». 

19tm37t
13 de Setembro de 2019
1937Pub6f19tm37t

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Covid-19: Hospitais de campanha ficam isentos do pagamento da taxa à ERS

O Governo já decidiu: Os hospitais de campanha, criados no âmbito da resposta à epidemia por SARS-Co...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

SPEDM defende inclusão da análise à função tiroideia no rastreio da mulher...

O Grupo de Estudos da Tiroide (GET) da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolism...

por Teresa Mendes | 26.05.2020

Fundação Portuguesa de Cardiologia apela à demonstração de afetos virtuais 

 Campanha inserida no mês dedicado à sensibilização para as doenças do coração<br /> Fundação Portu...

25.05.2020

Governo avalia incentivos financeiros para recuperar atos médicos cancelado...

A ministra da Saúde adiantou este sábado que o Governo está a estudar incentivos financeiros que per...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Insa promove estudo sobre saúde mental e bem-estar em tempos de pandemia 

 O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) está a promover um estudo para avaliar o...

por Teresa Mendes | 25.05.2020

Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados 

 Quase 20% dos doentes com Covid-19 recuperados permanecem internados por falta de resposta social....

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.