Melhoria do SNS «cabe a todos»

por Teresa Mendes | 18.09.2019

Ministra identifica os desafios do Serviço Nacional de Saúde 
Melhorar a qualidade de acesso, motivar os profissionais e aumentar a sua produtividade e reforçar o investimento são os principais desafios do Serviço Nacional de Saúde (SNS) identificados pela ministra da Saúde, na sua intervenção na cerimónia de encerramento das comemorações dos 40 anos do SNS, que decorreram esta terça-feira no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

«Apesar da relevância do caminho percorrido e das suas conquistas, a forma mais importante de comemorar o 40.º aniversário do SNS será prepará-lo para o futuro. Ao longo dos últimos 40 anos a sociedade portuguesa modificou-se profundamente e essas modificações colocam novos desafios à sua organização», destacou a governante.
 
O primeiro desafio está relacionado «com o envelhecimento demográfico, com as alterações epidemiológicas e as multimorbilidades», apontou Marta Temido, referindo que esta conjugação de fatores tem gerado uma «procura crescente» na procura de cuidados de saúde.

«O SNS não é só um prestador de serviços, ele é sobretudo um instrumento de combate às desigualdades e de reforço da coesão social», cuja melhoria «cabe a todos», considerou Marta Temido 

Como tal, sublinhou, «a resposta a este desafio implica melhorar a qualidade de acesso, continuando o investimento nos cuidados de saúde primários, conferindo-lhes meios mais diferenciados para responder em proximidade às necessidades, em articulação com as autarquias, e apostando na redução das listas de espera e introdução de cuidados de literacia para a adoção de estilos de vida saudáveis».

Perante uma plateia com vários antigos ministros da saúde, Marta Temido alertou que «a capacidade de superar os desafios que o SNS enfrenta envolve compromissos de todos os actores».

Para a ministra da Saúde, «o SNS não é só um prestador de serviços, ele é sobretudo um instrumento de combate às desigualdades e de reforço da coesão social», cuja melhoria «cabe a todos».

Durante a sessão foi também apresentado o livro «40 anos do SNS», da autoria da antiga jornalista Maria Elisa Domingues, pelo antigo ministro do Trabalho e Segurança Social Bagão Félix e Isabel Soares.

A cerimónia incluiu ainda o lançamento do selo comemorativo dos 40 anos do SNS.

19tm38i
18 de Setembro de 2019
1938Pub4f19tm38i

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 18.02.2020

«Governo menospreza a negociação com os sindicatos médicos»

Os sindicatos médicos saíram esta segunda-feira desiludidos da primeira reunião negocial com a tutel...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

 Eutanásia «viola a relação médico-doente», reafirma Miguel Guimarães

A Ordem dos Médicos (OM) voltou esta segunda-feira a manifestar-se contra a prática da eutanásia, ar...

por Teresa Mendes | 18.02.2020

Criada comissão para elaborar proposta para uma Lei da Saúde Pública

O Ministério da Saúde criou uma Comissão para elaborar uma proposta de Reforma da Saúde Pública e Su...

por Teresa Mendes | 17.02.2020

 Generalização do modelo USF? Sim, mas mantendo os critérios diferenciadore...

A Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) diz-se satisfeita com a intenção do pr...

por Teresa Mendes | 17.02.2020

 Utilização de medicamentos para o controlo da diabetes aumentou 44%

A utilização de medicamentos para o controlo da diabetes aumentou 44% entre 2009 e 2018. O consumo c...

por Teresa Mendes | 17.02.2020

1.º Congresso Internacional de Cuidados Continuados e Paliativos 

  O Centro de Estudos e Desenvolvimento de Cuidados Continuados e Paliativos (CEDCCP) da Faculdade d...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.