EFPIA divulga posição oficial sobre a falta de medicamentos na Europa

por Teresa Mendes | 26.09.2019

Organismo diz estar preocupado e a fazer tudo o que está ao seu alcance
A Federação Europeia da Indústria Farmacêutica (EFPIA) divulgou esta sexta-feira, uma posição oficial sobre a falta de medicamentos na Europa.
Num comunicado, o organismo reconhece que «a escassez de medicamentos é uma fonte crescente de preocupação», mas garante que a Indústria «está a dar todos os passos possíveis para minimizar o impacto dessas falhas junto dos doentes».

No documento, a EFPIA salienta que as causas são «multifatoriais», incluindo «problemas na produção, consolidação global do fabrico, impactos não intencionais das políticas de preços, bem como problemas na cadeia de distribuição».

Mas, assegura que «a Indústria Farmacêutica continua comprometida em garantir o fornecimento adequado e contínuo de medicamentos a farmácias e pessoas autorizadas ou habilitadas a fornecer medicamentos ao público, para que as necessidades dos doentes sejam atendidas».

A EFIA informa ainda que está a trabalhar com a Agência Europeia do Medicamento (EMA) e com os vários responsáveis das agências de medicamentos de toda a Europa, de forma a «garantir a implementação efetiva das guidelines sobre a deteção e notificação de escassez, o que deve permitir que todas as autoridades competentes da UE recebam informações harmonizadas sobre qualquer possível interrupção ou interrupção do fornecimento num estágio muito inicial».

A EFPIA diz ainda estar «empenhada» em «garantir que todas as fontes possíveis de informações estão a ser usadas para fornecer informações adicionais sobre as causas e os fatores na base destas falhas, incluindo a identificação de problemas na cadeia de distribuição», considerando que a utilização dos sistemas de reposição para a monitorização da escassez beneficiaria de «uma discussão mais aprofundada entre as autoridades nacionais competentes e as partes interessadas relevantes da cadeia de distribuição».

O comunicado está disponível para consulta na íntegra aqui.

19tm39m
26 de Setembro de 2019
1939Pub5f19tm39m

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

 Impacto da COVID-19 nos Sistemas de Saúde dos PALOP 

 «Conhecer, Organizar, Vencer, Investigar e Diagnosticar» é o lema do ciclo de WebSeminars, organiza...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Zózimo Zorrinho | 01.07.2020

Ministra da Saúde reconhece limitações na área da Saúde  Pública

A ministra da Saúde reconheceu esta quarta-feira limitações na área da saúde pública na Região de Li...

por Zózimo Zorrinho | 01.07.2020

​ Candidaturas ao Prémio Saúde Sustentável 2020 já estão abertas

Estão abertas, a partir de hoje, as candidaturas para a nona edição do Prémio Saúde Sustentável.  Es...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Estudo mostra em humanos como as células adiposas humanas são afetadas pela...

O conhecimento da forma como o tecido adiposo humano é afetado pela idade tem sido definido por nume...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Médicos de saúde pública defendem contratação «urgente» de mais profissiona...

O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública (ANMSP) defendeu esta quinta-feira...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.