Portugal tem uma das menores taxas de mortes por doenças coronárias da Europa

por Teresa Mendes | 01.10.2019

A Lituânia é o país da UE onde se morre mais por EAM 
Portugal tem uma das menores taxas de mortes por doenças coronárias da Europa Em 2016, uma em cada oito mortes na União Europeia foi devida a doenças coronárias. Quase 90% destas mortes aconteceram nas pessoas com mais de 65 anos (532 400 mortes, 87% do total da UE). Portugal é dos países que apresenta uma das menores taxas de mortalidade.

Segundo os dados revelados este domingo pelo Eurostat, a taxa de mortalidade por doenças coronárias foi em média 1190 mortes por milhão de habitantes em 2016, registando-se uma diminuição de 14% em relação a 2011 (1390 mortes por milhão de habitantes).

Os homens foram os mais afetados, com 1620 mortes por milhão, em comparação com 870 mortes por milhão de mulheres.

A Lituânia é o país entre os Estados-Membros da UE com a taxa de mortalidade por doenças coronárias mais elevada (com 5610 mortes por ataques cardíacos por milhão de habitantes), seguindo-se a Letónia (4000 mortes por milhão de habitantes) e Hungria (3670).

Em 2016, uma em cada oito mortes na União Europeia foi devida a doenças coronárias. Quase 90% destas mortes aconteceram nas pessoas com mais de 65 anos (532 400 mortes, 87% do total da UE)

No extremo oposto, as taxas mais baixas foram registadas na França (470 por milhão de habitantes), na Holanda (580), na Espanha (640) e em Portugal (660).
O relatório da autoridade estatística da União Europeia diz ainda que em todos os Estados-Membros da UE, a taxa padronizada de homens que morrem de doenças coronárias foi maior do que nas mulheres. 

A Lituânia registou a maior disparidade entre os géneros, com 2950 mortes a mais do que mulheres por milhão de habitantes por ataques cardíacos, sendo seguida pela Letónia (diferença de 2650 mortes por milhão de habitantes) e pela Estónia (1740).

19tm40f
01 de Outubro de 2019
1940Pub3f19tm40f

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 14.11.2019

«A maior urgência do país não pode fechar», diz bastonário

Após uma visita esta quarta-feira ao hospital de Santa Maria, o bastonário da Ordem dos Médicos (OM)...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

Infarmed alarga leque de fármacos com limitações à exportação

O Infarmed atualizou esta quarta-feira a lista de medicamentos abrangidos pela notificação prévia de...

por Teresa Mendes | 14.11.2019

 DGS cria Task-Force para as Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST)

A Direção-Geral da Saúde (DGS) constituiu uma Task-Force para as Infeções Sexualmente Transmissíveis...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

Centro Hospitalar de Leiria dispõe de um novo Serviço de Reumatologia

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) dispõe de um novo Serviço de Reumatologia, que visa a prestação...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

 «Quando a cabeça não tem juízo» é mote de campanha nacional contra a diabe...

«Quando a cabeça não tem juízo» é o tema da campanha digital que vai ser lançada esta quinta-feira e...

por Teresa Mendes | 13.11.2019

 José Fragata diz que SNS está «à beira do abismo»

 O secretário de Estado da Saúde, António Sales, garantiu esta terça-feira, que a Saúde é «uma prior...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.