Celebrado acordo coletivo entre o IML e os sindicatos médicos

por Teresa Mendes | foto de "DR" www.fnam.pt | 08.10.2019

Médicos de Medicina Legal com carreira equiparada à dos do SNS
 Num comunicado publicado esta segunda-feira, a Federação Nacional dos Médicos (Fnam) informa que foi celebrado, no passado dia 30 de setembro, o Acordo Coletivo de Empregador Público entre o Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) e os sindicatos médicos.

Segundo aquele sindicato, o acordo, que «só peca por tardio», foi assinado por João Proença, presidente da Fnam, e por Jorge Roque da Cunha, secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM).

Na nota à Imprensa, a Fnam lembra que «durante cerca de dois anos de negociações, houve retrocessos, chegando inclusive a uma interrupção nas negociações, por parte da tutela - o Ministério da Justiça -, o que levou à convocação da primeira greve nacional de médicos do INMLCF, em junho deste ano, com uma adesão de 100%».

Acordo representa «o culminar de um longo período de negociações entre as partes, tendo em vista a regulamentação da carreira especial médica na área da Medicina Legal, equiparando-a, assim, às carreiras médicas das áreas tuteladas pelo Ministério da Saúde» 

Este acordo representa, segundo o sindicato, «o culminar de um longo período de negociações entre as partes, tendo em vista a regulamentação da carreira especial médica na área da Medicina Legal, equiparando-a, assim, às carreiras médicas das áreas tuteladas pelo Ministério da Saúde (MS)».

Entretanto, na passada sexta-feira, o INMLCF abriu um concurso para contratar médicos. Contudo, as 171 vagas, são todas elas para contratos em regime de tarefa.
 
A continuação do recurso a prestação de serviços foi prontamente criticada pelos sindicatos.

19tm41g
08 de Outubro de 2019
1941Pub3f19tm41g

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 17.10.2019

Investigação portuguesa comprova impacto da redução do consumo de sal na sa...

Um estudo inédito em Portugal concluiu que «a diminuição da ingestão de sal e o aumento da ingestão...

por Teresa Mendes | 17.10.2019

 Morrem prematuramente em Portugal quase 6 mil pessoas devido à poluição

Em 2016, morreram prematuramente em Portugal quase 6 mil pessoas devido à poluição do ar. A conclusã...

por Teresa Mendes | 17.10.2019

 USF modelo B: Regime retributivo «deve ser alargado a todos os profissiona...

O Conselho Consultivo da Associação Nacional das Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) considera, no q...

por Teresa Mendes | 16.10.2019

 Médicos contestam manutenção de Marta Temido na pasta da Saúde

Após um ano marcado pela contestação, Marta Temido vê o seu mandato como ministra da Saúde renovado...

por Teresa Mendes | 16.10.2019

 Hospitais que criarem mais pagamentos em atraso devem ser auditados

O economista Pedro Pita Barros sugere ao novo Governo, prestes a iniciar funções, que passe a public...

por Teresa Mendes | 16.10.2019

Festival Mental 2019 é já em novembro, em Lisboa e Porto

Lisboa e Porto vão poder assistir ao Festival Mental em novembro.<br /> A inauguração é no dia 1 e...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.