Hospitais que criarem mais pagamentos em atraso devem ser auditados

por Teresa Mendes | 16.10.2019

Pedro Pita Barros sugere publicação de relatórios individuais de cada hospital
O economista Pedro Pita Barros sugere ao novo Governo, prestes a iniciar funções, que passe a publicar mensalmente (ou trimestralmente) o relatório individual da dívida de cada hospital EPE.

As unidades que criarem mais pagamentos em atraso devem ser auditadas, considera o especialista em Saúde.

«Com o início de um novo ciclo político, está na altura de ensaiar novas soluções [para a acumulação dos pagamentos em atraso] e talvez seja o momento de dar mais atenção ao caso de cada hospital em lugar de se olhar apenas para o valor agregado», lê-se num comentário publicado no seu site.

«Deixo a sugestão de o Ministério da Saúde e/ou o Ministério das Finanças passar a publicar mensalmente - ou trimestralmente - o relatório da dívida de cada hospital EPE, com um breve comentário da gestão do hospital quanto ao que está subjacente ao crescimento dos pagamentos em atraso», diz Pedro Pita Barros, acrescentando que «os hospitais que estejam no top 25% dos que criam mais pagamentos em atraso em cada trimestre seriam incluídos num sorteio para se escolher dois ou três que teriam de receber uma auditoria de gestão para se perceber os fundamentos da dívida criada».

«Com o início de um novo ciclo político, está na altura de ensaiar novas soluções e talvez seja o momento de dar mais atenção ao caso de cada hospital em lugar de se olhar apenas para o valor agregado», considera Pedro Pita Barros 

Esta sugestão surge a propósito da publicação da Execução Orçamental de setembro, que confirma que «depois de verbas extra baixarem o stock de pagamentos em atraso, a realidade retoma o seu curso normal de crescimento».

Aliás, como destaca o especialista, «se olharmos para os últimos quatro anos, não houve um único período de descida sistemática da dívida dos hospitais EPE, que exprimisse uma tendência de redução».

19tm42j
16 de Outubro de 2019
1942Pub4f19tm42j

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Teresa Mendes | 03.04.2020

 Adiada a desmaterialização total da prescrição para 31 de dezembro de 2020

O fim total da prescrição manual previsto para 31 de março foi hoje adiado pelo Governo para 31 de d...

por Teresa Mendes | 03.04.2020

 Ordem dos Médicos e AEP apresentam proposta para hospital de campanha

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) e a Ordem dos Médicos (OM) apresentaram ao Ministério da...

por Teresa Mendes | 03.04.2020

Profissionais de saúde do SNS impedidos de cessar contratos de trabalho 

A cessação dos contratos de trabalho dos profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (SNS) v...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

 Médicos, enfermeiros e técnicos vão pagar menos pela eletricidade em abril...

A EDP Comercial anunciou esta quarta-feira que está a preparar um pacote de ofertas para reforçar o...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

 Sindicatos preocupados com número de médicos infetados

 O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) «constatam com...

por Teresa Mendes | 02.04.2020

Luz verde para estudo experimental com uso de plasma de doentes recuperados

Cerca de 30 doentes com Covid-19 no Hospital Universitário Karolinska vão poder em breve começar a r...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.