Portugal é o décimo país com a taxa de resistência à claritromicina mais elevada

por Teresa Mendes | 21.10.2019

Resistência a antibiótico contra bactéria Helicobacter pylori duplica na Europa
A resistência a um dos antibióticos mais comuns para o tratamento da infeção pela bactéria Helicobacter pylori, que se aloja no estômago, duplicou em 20 anos na Europa, mostra um estudo apresentado este domingo, em Barcelona, Espanha, no 27.º congresso da União Europeia de Gastroenterologia.

Os resultados divulgados hoje num comunicado revelam que a resistência a este antibiótico, usado num tratamento de «primeira linha» para erradicar a bactéria Helicobacter pylori, aumentou de 9,9%, em 1998, para 21,6%, em 2018, com aumentos de resistência também observados para levofloxacina e metronidazol.


O trabalho que reuniu dados de 1232 doentes de 18 países europeus, coloca Portugal no 10.º lugar dos países com a taxa de resistência ao antibiótico claritromicina mais elevada, na ordem dos 20% em 2018, último ano analisado.

Além de Portugal, participaram no estudo Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Dinamarca, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Letónia, Lituânia, Holanda, Noruega, Polónia, Eslovénia, Itália e Espanha. 

Os países com a maior taxa de resistência à claritromicina são a Itália, a Croácia e a Grécia, com taxas entre 30% e 36,9%.

«A infeção por Helicobacter pylori é, por si só, uma condição complexa de tratar, exigindo uma combinação de medicamentos.
Agora, com as taxas de resistência a antibióticos comumente usados, como a claritromicina, a aumentarem a uma taxa alarmante de quase 1% ao ano, as opções de tratamento vão tornar-se progressivamente limitadas e ineficazes se novas estratégias de tratamento não se desenvolverem entretanto», alerta Francis Megraud, o investigador principal do estudo, no comunicado à Imprensa.

A resistência a um dos antibióticos mais comuns para o tratamento da infeção pela bactéria Helicobacter pylori, que se aloja no estômago, duplicou em 20 anos na Europa, mostra um estudo apresentado este domingo, em Espanha, no 27.º congresso da União Europeia de Gastroenterologia 

O autor lembra ainda que «se a resistência aos medicamentos continuar a aumentar a este ritmo pode favorecer as elevadas taxas de incidência do cancro gástrico e outras condições, como a úlcera péptica». 

«Os resultados deste estudo são certamente preocupantes, pois a Helicobacter pylori é a principal causa de doença péptica e cancro gástrico», comentou também Mário Dinis-Ribeiro, presidente da Sociedade Europeia de Endoscopia Gastrointestinal, acrescentando que «a crescente resistência da bactéria a vários antibióticos comumente usados pode comprometer as estratégias de prevenção».

O comunicado pode ser consultado aqui.

19tm43b
21 de Outubro de 2019
1943Pub2f19tm43b

Publicada originalmente em www.univadis.pt

E AINDA

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

 Impacto da COVID-19 nos Sistemas de Saúde dos PALOP 

 «Conhecer, Organizar, Vencer, Investigar e Diagnosticar» é o lema do ciclo de WebSeminars, organiza...

por Zózimo Zorrinho | 02.07.2020

Filme «Saúde Digestiva by SPG»

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) está a divulgar o filme «Saúde Digestiva by SPG».<b...

por Zózimo Zorrinho | 01.07.2020

Ministra da Saúde reconhece limitações na área da Saúde  Pública

A ministra da Saúde reconheceu esta quarta-feira limitações na área da saúde pública na Região de Li...

por Zózimo Zorrinho | 01.07.2020

​ Candidaturas ao Prémio Saúde Sustentável 2020 já estão abertas

Estão abertas, a partir de hoje, as candidaturas para a nona edição do Prémio Saúde Sustentável.  Es...

por Teresa Mendes | 30.06.2020

Miguel Pavão é o novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas 

 Miguel Pavão é novo bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), sucedendo a Orlando Monteiro d...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Estudo mostra em humanos como as células adiposas humanas são afetadas pela...

O conhecimento da forma como o tecido adiposo humano é afetado pela idade tem sido definido por nume...

por Teresa Mendes | 29.06.2020

Fnam teme colapso dos serviços de saúde durante previsível nova vaga de SAR...

A Federação Nacional dos Médicos (Fnam) está preocupada com a ausência de medidas concretas e urgent...

por Teresa Mendes | 26.06.2020

Portugal adquire dois milhões de vacinas contra a gripe

Portugal já garantiu a aquisição de dois milhões de vacinas contra a gripe, revelou esta quarta-feir...

por Teresa Mendes | 25.06.2020

Insa disponibiliza programa para avaliar a qualidade laboratorial do diagnó...

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (Insa) passou a disponibilizar um novo programa d...

A reprodução total ou parcial deste site é proibida,
excepto se autorizada expressa e previamente pela Impremédica, Imprensa Médica, Lda.,
nos termos da legislação em vigor.